História, localização e infra-estruturas.

Os serviços e as pessoas.

Organização, departamentos e centros de recursos.

CET, Licenciaturas e Mestrados.

Programas e projectos de investigação.

Apoio e transferência de conhecimento.

A atmosfera, as instalações, as pessoas.

Acontece na ESA.

 

Blogue Notícias ESA
IPB.Virtual - plataforma de e-learning e de e-research
Clima na Escola Superior Agrária de Bragança
Portal Candidato IPB
II Congresso Nacional das Escolas Superiores Agrárias
Ligações B-ON - Biblioteca do Conhecimento OnlinePlataforma DeGóis - Plataforma Nacional de Ciência e TecnologiaCampus Virtual IPB

Caracterização fitoquímica e actividade antioxidante de culturas in vivo e in vitro de Brassica oleracea variedade custata


Objectivos:

O presente projecto tem como objectivo o estudo da espécie de Brassica de maior consumo em Portugal, a couve tronchuda ou couve Portuguesa (Brassica oleracea var. costata). O género Brassica está relacionado com a prevenção de carcinomas, especialmente do estômago, cólon e recto, e de doenças cardiovasculares. O cultivo da couve tronchuda é uma fonte de subsistência de um grande número de famílias na região de Trás-os-Montes (Portugal). Relativamente a esta espécie existem poucos estudos, os quais visam a sua composição em glucosinolatos. Com este projecto pretendemos alargar o estudo da composição química e avaliar o potencial antioxidante de culturas in vivo e in vitro de couve tronchuda, sujeitas as diferentes condições de cultivo. No que diz respeito à composição química, os compostos fenólicos, os amino ácidos e os ácidos orgânicos serão determinados por HPLC-PAD-ESI/MS/MS, GC/FID e HPLC/UV, respectivamente. Para avaliar o potencial antioxidante de culturas in vivo e in vitro, será estudada a capacidade da couve tronchuda para interceptar espécies reactivas de oxigénio (radicais superóxido e hidroxilo e ácido hipocloroso). O radical superóxido será gerado pelos sistemas xantina/xantina oxidase e meto-sulfato de fenazina/NADH e a prevenção da redução do azul de nitrotetrazólio induzida pelo radical superóxido será usada como ponto final. O radical hidroxilo será gerado no sistema de Fenton (Fe3+-EDTA/ascorbato) e determinado pela avaliação da degradação da desoxirribose, usando o método do ácido tiobarbitúrico. A intercepção do ácido hipocloroso será testada pela avaliação da oxidação do ácido 5-tio-2-nitrobenzóico a ácido 5,5’-ditio-2-nitrobenzóico, induzida pelo ácido hipocloroso. Os resultados obtidos com este projecto, com o qual se pretende conseguir melhor producto em termos de caracteres organolépticos e de saúde pública, serão transmitidos às entidades adequadas, nomeadamente ao ministério relacionado (Ministério da Agricultura, Desenvolvimento Rural e Pescas) e a cooperativas de agricultores produtores de couve tronchuda.

Responsável na ESA:

Prof. Doutor José Alberto Cardoso Pereira
Tel.: 273 303277 E-mail: jpereira@ipb.pt
Departamento: Fitotecnia e Engenharia Rural

Outras Instituições Participantes:

  • Instituto de Ciências e Tecnologias Agrárias e Agro-Alimentares (ICETA) - PORTO

Financiamento:

Programa POCI 2010 – Medida V. 4 – Acção V.4.1

Duração:

De 2005-01-01 a 2007-12-31.