História, localização e infra-estruturas.

Os serviços e as pessoas.

Organização, departamentos e centros de recursos.

CET, Licenciaturas e Mestrados.

Programas e projectos de investigação.

Apoio e transferência de conhecimento.

A atmosfera, as instalações, as pessoas.

Acontece na ESA.

 

Blogue Notícias ESA
IPB.Virtual - plataforma de e-learning e de e-research
Clima na Escola Superior Agrária de Bragança
Portal Candidato IPB
Ligações B-ON - Biblioteca do Conhecimento OnlinePlataforma DeGóis - Plataforma Nacional de Ciência e TecnologiaCampus Virtual IPB

Animais Exóticos e Silvestres


Área Científica: Biologia e Bioquímica
Ano: 2º
Semestre: 1
Créditos: 6 ECTS
Horas de contacto: T 30 - PL 30 - OT 20

Objectivos/Competências adquiridas:

No fim da unidade curricular o aluno deve ser capaz de:

  1. Conhecer e identificar as principais espécies faunísticas que ocorrem em Portugal e na Europa.
  2. Adquirir conhecimentos sobre aspectos da etologia e da ecologia das espécies referidas, com ênfase nas espécies ameaçadas, nas de interesse aquícola e cinegético, nas exóticas e nas introduzidas.
  3. Conhecer a legislação vigente relativa ao manuseamento e ao transporte de animais silvestres e exóticos.
  4. Adquirir competências para planificar a recuperação de indivíduos de espécies ameaçadas.
  5. Adquirir competências no âmbito de programas de (re)introdução de espécies.
  6. Adquirir competências no âmbito da prestação de cuidados de enfermagem veterinária a animais exóticos e silvestres.

Conteúdo da unidade curricular:

Características ecológicas e identificação das principais espécies de fauna nativa de Portugal e da Europa. Espécies ameaçadas, introduzidas e exóticas. Espécies de interesse aquícola e cinegético. Técnicas de captura e de manipulação de animais silvestres. Reacções e susceptibilidade dos animais ao manuseamento pelo Homem. Técnicas de maneio em cativeiro. Estratégias de recuperação de populações. Centros de Recuperação de fauna selvagem. Aspectos legais associados à recuperação e (re)introdução de animais.

  1. Características e Identificação das Principais Espécies de Fauna que Ocorrem em Portugal e na Europa
    - Fauna portuguesa e europeia: Aves, mamíferos, répteis e anfíbios e peixes.
    - Espécies introduzidas e exóticas mais comercializadas.
  2. Aspectos Ecológicos e Comportamentais das Espécies
    - Movimentos dispersivos e migratórios.
    - Importância do comportamento das espécies.
    - Vida e morte na fauna silvestre.
  3. Técnicas de Captura, Manipulação e Alimentação de Animais
    - Reacção e susceptibilidade dos animais ao manuseamento pelo Homem.
    - Técnicas de maneio em cativeiro.
  4. Estratégias de Recuperação de Populações Silvestres
    - Programas de reprodução em cativeiro.
    - Casos de Estudo. Zoos, oceanários e centros de recuperação de fauna.
  5. Aspectos Ecológicos e Legais Associados à (Re)introdução de Espécies
    - Condicionalismos relativos à libertação de animais recuperados.
  6. Enfermagem Veterinária em espécies Exóticas e Silvestres
    - Pequenos Mamíferos.
    - Aves.

Bibliografia recomendada:

Ballard, B., Cheek, R., 2010. Exotic animal medicine for the veterinary technician. 2ª edição, Iowa State University Press, EUA, 520 pp.
Ferrand de Almeida, N., Ferrand de Almeida, P., Gonçalves, H., Sequeira, F., Teixeira, J., Ferrand de Almeida, F., 2001. Guia Fapas anfíbios e répteis de Portugal.
MacDonald, D., Barret, P., 1999. Mamíferos de Portugal e Europa. Guias Fapas. Porto.
Girling, S., 2013. Veterinary nursing of exotic pets. 2ª edição, John Wiley and Sons Ltd, NY, EUA, 376 pp.
Svensson, L., Mullarney, K., Zetterström, D., 2012. Guia de aves: O guia de campo mais completo das aves de Portugal e da Europa. 2ª edição, Assírio & Alvim.


T = teóricas; TP = teórico-práticas; PL = ensino prático e laboratorial; TC = trabalho de campo; S = seminário; E = estágio; OT = orientação tutória;