Processo de Eleição do Diretor da ESA

 

História, localização e infra-estruturas.

Os serviços e as pessoas.

Organização, departamentos e centros de recursos.

CET, Licenciaturas e Mestrados.

Programas e projectos de investigação.

Apoio e transferência de conhecimento.

A atmosfera, as instalações, as pessoas.

Acontece na ESA.

 

Blogue Notícias ESA
IPB.Virtual - plataforma de e-learning e de e-research
Portal Candidato IPB
Ligações B-ON - Biblioteca do Conhecimento OnlinePlataforma DeGóis - Plataforma Nacional de Ciência e TecnologiaCampus Virtual IPB

Toxicologia Ambiental


Área Científica: Protecção do Ambiente
Ano: 2º
Semestre: 1
Créditos: 6 ECTS
Horas de contacto: 30 T, 20 PL, 6 TC, 4 S, 20 OT

Objectivos/Competências adquiridas:

Conhecer e compreender os mecanismos de toxicidade, as vias de absorção, distribuição e excreção dos xenobióticos. Interpretar os parâmetros de toxicidade e de estudos toxicológicos. Aplicar os métodos e metodologias adequadas na avaliação do risco em ecotoxicologia. Identificar e compreender as principais fontes de poluição das actividades agrárias e conhecer as tecnologias de redução das fontes de poluição na agricultura.

Conteúdo da unidade curricular:

Relação dose–resposta em toxicologia. Mecanismos de toxicidade. Absorção, distribuição e excreção dos xenobióticos. Toxicinética e biotransformação dos xenobióticos. Avaliação da toxicidade, toxicidade aguda, toxicidade crónica, carcinogénese, mutagénese e teratogénese. Toxicologia vs ecotoxicologia. Química ambiental e Quimiodinâmica. Comportamento e biodisponibilidade dos produtos químicos. Biomarcadores. Avaliação e parâmetros ecotoxicologicos em meio aquático, meio terrestre e no ecossistema. Monitorização e avaliação do risco em ecotoxicologia. A poluição na agricultura. Identificação e caracterização das fontes poluentes (fertilizantes, pesticidas, metais pesados, antibióticos, hormonas e resíduos de produtos de veterinária). Tecnologias de redução da poluição em ambientes agrários com a utilização da luta biológica, luta cultural e medidas profilácticas, luta genética e biotécnica contra os inimigos das culturas.

Bibliografia recomendada:

Klaassen, Curtis D.; Watkins,B.,John, 2001. Toxicologia A Ciência Básica dos Toxicos De Casarett & Doull’s. Mcgraw-Hill de Portugal, Lda. 5ª Edição.
Honeycutt, R.C.,Day, Jr.,E. 2001. Worker Exposure to Agrochemicals. Methods for monitoring and assessment. CRC Press LLC.
Sigmund, F., Zakrzewski, 1997. Principles of Environmental Toxicology. ACS Monograph 190. American chemical Society, Washington, DC.
Walker, C.H.; Hopkin, S.P.; Sibly, R.M. & Peakall, 1996. Principles of ecotoxicology. Taylor & Francis Ltd, Bristol.
Amaro, P., 1999. Os efeitos secundários dos pesticidas, os riscos da utilização dos pesticidas e a sua minimização através da protecção integrada. In Amaro, P. (ed). Para a optimização da protecção integrada e da produção integrada até 2006. ISA, Lisboa: 30-60.
Cerejeira, M.J.; Batista, S.; Silva, E.; Viana, P.; centeno, M: & Silva-Fernandes, A.M.; 1999. Ocorrência e dinâmica de pesticidas na água subterrânea de áreas de milho, hortícolas, vinha e fruteiras do Ribatejo e Oeste. Actas do V Encontro Nacional de Protecção Integrada, Bragança, 28 e 29 de Outubro de 1999.
Cerejeira, M.J.; Pereira, T.; Brito, F. & Morbey, M., 1999. Toxicidade de pesticidas aplicados em arrozais para o meio aquático. Actas do V Encontro Nacional de Protecção Integrada, Bragança, 28 e 29 de Outubro de 1999.


T = teóricas; TP = teórico-práticas; PL = ensino prático e laboratorial; TC = trabalho de campo; S = seminário; E = estágio; OT = orientação tutória;