Processo de Eleição do Diretor da ESA

 

História, localização e infra-estruturas.

Os serviços e as pessoas.

Organização, departamentos e centros de recursos.

CET, Licenciaturas e Mestrados.

Programas e projectos de investigação.

Apoio e transferência de conhecimento.

A atmosfera, as instalações, as pessoas.

Acontece na ESA.

 

Blogue Notícias ESA
IPB.Virtual - plataforma de e-learning e de e-research
Portal Candidato IPB
Ligações B-ON - Biblioteca do Conhecimento OnlinePlataforma DeGóis - Plataforma Nacional de Ciência e TecnologiaCampus Virtual IPB

Biotecnologia Aplicada ao Melhoramento Genético


Área Científica: Biologia e Bioquímica/Produção Agrícola e Animal
Ano: 3º
Semestre: 1
Créditos: 6 ECTS
Horas de contacto: 30 T, 30 PL, 4 OT

Objectivos/Competências adquiridas:

Esta unidade curricular pretende proporcionar aos alunos um conhecimento holístico e actual sobre as aplicações da biotecnologia ao melhoramento genético. No final desta unidade curricular, os alunos deverão ser capazes de:
Conhecer os conceitos básicos da genética quantitativa e saber relacioná-los com melhoramento genético;
Conhecer os métodos clássicos e modernos de seleção e de melhoramento genético dos animais e das plantas;
Compreender a importância da diversidade genética;
Compreender os desafios para integrar o uso da biotecnologia em programas de melhoramento genético, de forma a definir em estratégias de produção capazes de aumentar a eficiência produtiva e económica da produção animal e vegetal;
Identificar áreas de investigação no âmbito da biotecnologia aplicada ao melhoramento genético.

Conteúdo da unidade curricular:

Visão geral do melhoramento genético. Papel das novas tecnologias no melhoramento genético. Organização, passos e princípios envolvidos no melhoramento genético. Genética quantitativa: efeito dos genes e fontes de variação. Seleção: Objetivos de seleção, Efeitos da seleção na variação genética, seleção indirecta, seleção para vários caracteres. Heritabilidade. Ganho genético. Consanguinidade: consequências e aplicações.
Cruzamentos: base genética dos cruzamentos. Bancos de germoplasma. Utilização de tecnologias moleculares: mapas genéticos, deteção de genes maiores, testes de DNA, DNA fingerprinting. Seleção assistida por marcadores moleculares. Tecnologias reprodutivas: Inseminação artificial (IA), ovulações múltiplas e transferência de embriões (MOET), colheita de embriões (CE) e fertilização in vitro (FI), clonagem, sexagem de embriões (SE).

Bibliografia recomendada:

Altman A., Hasegawa P.M., 2012. Plant Biotechnology and agriculture: prospects for the 21st century. Academic Press.
Bourdon R.M., 2005. Understanding animal breeding. 2nd Edition, Prentice hall.
Cubero J.I., 2003. Introducción a la mejora genética vegetal. Ed. Mundi-Prensa, Madrid.
Dalton C., 1985. An introduction to practical animal breeding. 2nd Edition, Collins.
Falconer D.S., Mackay T.F.C., 1996. Introduction to Quantitative Genetics. 4th Edition, Longman Group Ltd.
Gallais A., Bannerot H., 1992. Amélioration des espèces végetales cultivées. INRA editions, Paris.
Halford N. (Ed), 2006. Plant Biotechnology: Current and future applications of genetically modified crops. John Wiley & sons, Ltd.
Simm G., 1998. Genetic improvement of cattle and sheep. Farming Press.
Slater A., Scott N.W., Fowler M.R., 2008. Plant biotechnology: The genetic manipulation of plants. 2nd Edition, Oxford University Press.


T = teóricas; TP = teórico-práticas; PL = ensino prático e laboratorial; TC = trabalho de campo; S = seminário; E = estágio; OT = orientação tutória;