Processo de Eleição do Diretor da ESA

 

História, localização e infra-estruturas.

Os serviços e as pessoas.

Organização, departamentos e centros de recursos.

CET, Licenciaturas e Mestrados.

Programas e projectos de investigação.

Apoio e transferência de conhecimento.

A atmosfera, as instalações, as pessoas.

Acontece na ESA.

 

Blogue Notícias ESA
IPB.Virtual - plataforma de e-learning e de e-research
Portal Candidato IPB
Ligações B-ON - Biblioteca do Conhecimento OnlinePlataforma DeGóis - Plataforma Nacional de Ciência e TecnologiaCampus Virtual IPB

Biopesticidas e Biocontrolo


Área Científica: Produção Agrícola e Animal
Ano: 1º
Semestre: 2
Créditos: 5 ECTS
Horas de contacto: 25 T, 25 PL, 4 OT

Objectivos/Competências adquiridas:

1- Conhecer os conceitos de proteção de plantas e o papel da biotecnologia neste âmbito;
2- Conhecer os agentes de luta biológica e seus mecanismos de ação;
3- Adquirir experiência no isolamento e seleção de microrganismos como agentes de luta biológica;
4- Conhecer o processo de produção e formulação de biopesticidas (bioinsecticidas, biofungicidas e bioherbicidas);
5- Reforçar as competências na aplicação biotecnológica de microrganismos na luta biológica contra inimigos das culturas.

Conteúdo da unidade curricular:

Conceitos de proteção de plantas: pragas, doenças e infestantes; sintomas, estragos e prejuízos; medidas de luta.
Luta Biológica e luta biotécnica: conceitos, evolução e vantagens face aos pesticidas de síntese. A utilização de artrópodes (predadores e parasitóides), entomopatogénios e extratos de plantas na luta contra pragas. A luta biológica contra infestantes.
A luta biotécnica: semioquímicos em proteção de plantas; a luta autocida; os RCI.
Luta biológica com recurso a microrganismos (fungos, bactérias e vírus) e seus mecanismos de ação: indução de resistência nas plantas hospedeiras, competição, parasitismo, lise, antibiose, antagonismo.
Microrganismos entomopatogénios e antagonistas: isolamento e seleção, metabolitos secundários com ação tóxica, fatores bióticos e abióticos que afetam a sua ação.
Produção e formulação de biopesticidas (bioinsecticidas, bioherbicidas e biofungicidas). Biopesticidas disponíveis no mercado: vantagens e limitações da sua utilização.

Bibliografia recomendada:

Artigos publicados em / Articles:
- Biocontrol Science and Technology
- Biological control
Livros / Books:
Bellows T.S., Fisher T.W. (1999). Handbook of biological control. Acad. Press, 1046p.
Caballero M., Ferre J. (2001) Bioinsecticidas. Phytoma, 318p.
Garcia-Tejero F.D. (1998) Plagas Y Enfermedades de las Plantas Cultivadas. 9ª Ed., Ediciones Mundi-Prensa
Hall F.R., Menn J.J. (2010) Biopesticides: Use and Delivery (Methods in Biotechnology), Humana Press
Khan MS, Zaidi A, Musarrat J (2009) Microbes in Sustainable Agriculture, Nova Science Publishers Inc.
Van Driesche R, Bellows Jr. TS (2012) Biological Control, Springer


T = teóricas; TP = teórico-práticas; PL = ensino prático e laboratorial; TC = trabalho de campo; S = seminário; E = estágio; OT = orientação tutória;