História, localização e infra-estruturas.

Os serviços e as pessoas.

Organização, departamentos e centros de recursos.

CET, Licenciaturas e Mestrados.

Programas e projectos de investigação.

Apoio e transferência de conhecimento.

A atmosfera, as instalações, as pessoas.

Acontece na ESA.

 

Blogue Notícias ESA
IPB.Virtual - plataforma de e-learning e de e-research
Curso de seleção e qualificação de provadores
Clima na Escola Superior Agrária de Bragança
Estação Hidrométrica do Pontão do IPB
Portal Candidato IPB
Ligações B-ON - Biblioteca do Conhecimento OnlinePlataforma DeGóis - Plataforma Nacional de Ciência e TecnologiaCampus Virtual IPB

Microbiologia Industrial


Área Científica: Engenharias e Técnicas Afins
Ano: 1º
Semestre: 2
Créditos: 5 ECTS
Horas de contacto: 25 T, 25 PL, 4 OT

Objectivos/Competências adquiridas:

Referir as peças chave de um bioprocesso industrial e dar exemplos. Identificar as principais características que conferem a um microrganismo o potencial interesse para a indústria. Compreender o funcionamento de um fermentador industrial. Identificar as principais vias metabólicas na célula. Compreender e discutir de que modo uma célula reage a uma alteração metabólica no ambiente. Determinar o melhor sistema para a produção de um determinado produto. Desenhar estratégias para optimizar um processo industrial. Integrar os conhecimentos alcançados propondo procedimentos industrias hipotéticos lógicos, para a produção de determinado metabolito, com características precisas. Criticar problemas atuais no âmbito da UC, como por exemplo avaliando produtos/aditivos de natureza microbiana de consumo diário, argumentando títulos publicados na imprensa diária e justificando linhas de conduta concordantes com a sustentabilidade ambiental.

Conteúdo da unidade curricular:

Teóricos: Microbiologia industrial versus biotecnologia. Características dos microrganismos e dos meios de cultura. Diversidade metabólica microbiana. Tecnologia de bioprocessos-variáveis ambientais. Operação de fermentadores. Cinética e produtividade em sistemas descontínuos, semi-contínuos e contínuos. Estratégias de variação de escala (Scale-up e scale-down). Processos downstream. Termomicrobiologia industrial. Produtos microbianos de interesse industrial: produção de etanol, xilitol, ácidos orgânicos, solventes orgânicos, proteína microbiana, polissacáridos, poliésteres, aminoácidos, antibióticos, enzimas.
Práticos: Isolamento e conservação de microrganismos. Crescimento em sistema fechado. Determinação do coeficiente de transferência de oxigénio e da cinética de consumo de substrato. Cultura contínua. Actividade da bomba de H+. Determinação da atividade da ?- galactosidase. Determinação de constantes cinéticas da invertase em células livres e imobilizadas.

Bibliografia recomendada:

El-Mansi E.M.T., Bryce C.F.A., Demain A.L., Allman A.R. (2011) Fermentation Microbiology and Biotechnology, 3rd edition, Amazon.
Glazer A.N., Nikaido H. (2011) Microbial Biotechnology: Fundamentals of Applied Microbiology, Cambridge University Press
Krueger W., Krueger A. (2000) Biotechnology – A textbook of Industrial Microbiology, 2nd edition, Sinauer Associates, Inc.
Madigan M.T., Martinko J.M., Parker P. (2003) Biology of Microorganisms, 10th edition, Prentice-Hall In., London
Prescott S.C. (2007) Industrial Microbiology- Industrial Microbiology, Agrobios India.
Ratledge C., Kristiansen B. (2002) Basic Biotechnology, 2nd edition, Cambridge University Press
Waites M., Morgan N., Rockey J. (2002) Industrial Microbiology, Blackwell Science.


T = teóricas; TP = teórico-práticas; PL = ensino prático e laboratorial; TC = trabalho de campo; S = seminário; E = estágio; OT = orientação tutória;