História, localização e infra-estruturas.

Os serviços e as pessoas.

Organização, departamentos e centros de recursos.

CET, Licenciaturas e Mestrados.

Programas e projectos de investigação.

Apoio e transferência de conhecimento.

A atmosfera, as instalações, as pessoas.

Acontece na ESA.

 

Blogue Notícias ESA
IPB.Virtual - plataforma de e-learning e de e-research
Portal Candidato IPB
Ligações B-ON - Biblioteca do Conhecimento OnlinePlataforma DeGóis - Plataforma Nacional de Ciência e TecnologiaCampus Virtual IPB

Gestão e Conservação Ecoeficiente de Espécies Arbustivas e Arbóreas


Área Científica: Produção Agrícola e Animal
Ano: 1º
Semestre: 2
Créditos: 6 ECTS
Horas de contacto: 30 T, 30 PL, 4 OT

Objectivos/Competências adquiridas:

Conhecer a legislação nacional e internacional, os programas de conservação em vigor para espécies arbustivas e arbóreas;
Conhecer as bases teóricas da conservação de espécies arbustivas e arbóreas e ser capaz de aplicar métodos e técnicas de conservação;
Conhecer as características agronómicas das variedades tradicionais/comerciais de espécies arbustivas e arbóreas;
Dominar os sistemas de produção frutícola numa perspetiva agroecológica;
Reconhecer a influência das diferentes técnicas culturais na qualidade, produtividade e sanidade da cultura;
Gestão integrada da produção e dos fatores de produção, de modo a propiciar uma expressão regular e sustentada, para o produtor e para o ambiente, do potencial produtivo e qualitativo do pomar.
Desenvolver e aplicar modelos do potencial produtivo do pomar.
Implementar práticas minimizadoras de impactes ambientais;
Conhecer as necessidades específicas de colheita, acondicionamento, transporte e conservação;

Conteúdo da unidade curricular:

Diversidade e conservação de espécies arbustivas e arbóreas: Critérios de valorização e avaliação de variedades/espécies ameaçadas. Fatores de risco. Colheita e conservação de germoplasma. Produção agroecologica de espécies arbustivas e arbóreas. Variedades tradicionais/comerciais. Produção frutícola numa perspetiva agroecológica: a instalação do pomar; os porta-enxertos, as cultivares e sistemas de condução;
Certificação varietal e sanitária. Gestão agroecológica do sistema produtivo: influência das técnicas culturais, na qualidade, produtividade e sanidade da cultura. A problemática das replantações. Modelação da produção: determinação da carga ótima; avaliação do potencial produtivo do pomar; avaliação do potencial de crescimento do fruto. Colheita e tecnologia pós-colheita: Metabolismo respiratório e respostas fisiológicas à modificação da composição atmosférica. Acidentes fisiológicos. Doenças pós-colheita. A conservação.
Embalagem. O mercado dos produtos frutícolas e Marketing.

Bibliografia recomendada:

Rena Martins Farias, 2006. Estratégia para missões sistemáticas de colheita de espécies vegetais para conservação ex situ
A. Santos, 2008. Cerejais: a árvore e o fruto…
A.P.C. Silva., 2003. A avelã…
Barranco, D., Escobar, R& Rallo, L.1999. El Cultivo del olivo .Junta Andalucia .701 pp.
Bergougnoux, F.1978.Le noisetier. Influvec, 163 pp.
Breisch, H. 1995.Châtaignes et marrons.ctfil, 238 pp.
Bretaudeav, J. 1990. Atlas d´Árboriculture frutière, Vol IV, J. B. Bail Ed. Paris 263 pp.
Charlot, G.1995.Le Noyer. Novelles techniques. Ctifl .238 pp.
Guerrero García, 2000. Nueva olivicultura
J.E.M. Ferrão, 2002. Fruticultura tropical: espécies com frutos comestíveis. Instituto de Investigação Científica Tropical.
Michel Gautier, 2001. La culture fruitière. Paris Editions Tec & Doc, 2001.
R. Costa, et al., 2008. Variedades de castanha das regiões …
Velard, F. G. A. 1989. Tratado de Arboricultura Frutal, VoI II. Mundi-Prensa. 236 pp.
Vidaud, J. 1989.L amandier. Ctifl, 67pp


T = teóricas; TP = teórico-práticas; PL = ensino prático e laboratorial; TC = trabalho de campo; S = seminário; E = estágio; OT = orientação tutória;