História, localização e infra-estruturas.

Os serviços e as pessoas.

Organização, departamentos e centros de recursos.

CET, Licenciaturas e Mestrados.

Programas e projectos de investigação.

Apoio e transferência de conhecimento.

A atmosfera, as instalações, as pessoas.

Acontece na ESA.

 

Blogue Notícias ESA
IPB.Virtual - plataforma de e-learning e de e-research
Portal Candidato IPB
Ligações B-ON - Biblioteca do Conhecimento OnlinePlataforma DeGóis - Plataforma Nacional de Ciência e TecnologiaCampus Virtual IPB

Agroecossistemas


Área Científica: Produção Agrícola e Animal
Ano: 1º
Semestre: 1
Créditos: 6 ECTS
Horas de contacto: 30 T, 30 PL, 4 OT

Objectivos/Competências adquiridas:

  1. Conhecer o efeito dos elementos meteorológicos no crescimento e desenvolvimento das culturas;
  2. Aplicar o conceito de sistema à agricultura;
  3. Avaliar a produtividade de agroecossistemas (matéria seca, matéria orgânica, carbono e energia) e efetuar balanços de carbono e energia;
  4. Identificar e caracterizar agroecossistemas, as zonas geográficas de ocorrência e as condições ecológicas típicas e biomas/comunidades/espécies previamente existentes;
  5. Avaliar a eficiência energética e sustentabilidade de agroecossistemas;
  6. Aplicar a regulamentação dos principais modos de produção certificados.

Conteúdo da unidade curricular:

1. Fatores de escolha das culturas. Crescimento e desenvolvimento: Fatores que determinam o desenvolvimento e a taxa de crescimento em diferentes ambientes.
2. Conceitos e terminologia de sistema, ecossistema, agricultura e agroecossistema. Representação de sistemas e simbologia.
3. Estrutura e funcionamento de ecossistemas e agroecossistemas; produtividade (conceitos e unidades de quantificação). Energética: leis de termodinâmica, energia, produtividade primária e secundária, cadeias tróficas e pirâmides ecológicas.
4. Os principais ambientes agroecológicos: clima e geografia; biomas e comunidades/espécies vegetais características; produtividade potencial; principais agroecossistemas (descrição caracterização e funcionamento);
5. A eficiência dos agroecossistemas. Agroecossitemas intensivos/extensivos e sustentáveis.
6. Modos de produção certificados (AB, produção integrada, sustentável, outros).

Bibliografia recomendada:

Altieri, M. A. (1995). Agroecology. The science of sustainable agriculture. Westview Press, Boulder, Colorado.
Bayliss-Smith, T. P. (1982). The ecology of agricultural systems. Cambridge University Press, Cambridge
Gliessman, S. R. (2007). Agroecology. The ecology of sustainable food systems. CRC Press, Boca Raton, London/New York, 384 pp
Grigg, D. B. (1996). The agricultural systems of the world. An evolutionary approach. Cambridge University Press, Cambridge.
Jones, H. G. (1996) Plants and Microclimate: A Quantitative Approach to Environmental Plant Physiology. Cambridge University Press, Cambridge, 428 pp.
Pimentel, D e Pimentel, M. H. (2008). Food energy and society. CRC Press, Taylor & Francis Group, Boca Raton, 380 pp.
Spedding, C. R. (1988). An introduction to agricultural systems. Elsevier Applied Science, Barking, 189 pp.
Vários (1998). In Agricultural systems modeling and simulation, ed. R. M. Peart and R. B. Curry, Marcel Dekker, INC, New York.


T = teóricas; TP = teórico-práticas; PL = ensino prático e laboratorial; TC = trabalho de campo; S = seminário; E = estágio; OT = orientação tutória;