História, localização e infra-estruturas.

Os serviços e as pessoas.

Organização, departamentos e centros de recursos.

CET, Licenciaturas e Mestrados.

Programas e projectos de investigação.

Apoio e transferência de conhecimento.

A atmosfera, as instalações, as pessoas.

Acontece na ESA.

 

Blogue Notícias ESA
IPB.Virtual - plataforma de e-learning e de e-research
XVIII Semana das Ciências Agrárias
Clima na Escola Superior Agrária de Bragança
Estação Hidrométrica do Pontão do IPB
Portal Candidato IPB
Ligações B-ON - Biblioteca do Conhecimento OnlinePlataforma DeGóis - Plataforma Nacional de Ciência e TecnologiaCampus Virtual IPB

Micologia e Parasitologia


Área Científica: Ciências Veterinárias
Ano: 1º
Semestre: 2
Créditos: 6 ECTS
Horas de contacto: 20 TP, 10 PL, 20 OT

Objectivos/Competências adquiridas:

Estudar os princípios gerais da biologia molecular e celular ao serviço da micologia e parasitologia clínica como valor acrescido para o auxílio à profilaxia, diagnóstico e tratamento da doença. Dotar o aluno de conhecimentos de etiologia, epidemiologia e fisiopatogenia inerentes a uma boa interpretação e delineamento experimentais. Atribuir competências para a eficaz e segura recolha, manipulação e processamento de material biológico à luz das exigências correntes, de forma a garantir o cumprimento do código de boas práticas no laboratório. Habilitar o aluno dos instrumentos básicos de interpretação, tratamento e avaliação de resultados como valorização científica da recolha de dados. Instruir o aluno para as exigências em qualidade, quantidade, formato de colheita e pertinência da informação clínica para a garantia de uma adequada análise e técnica laboratorial. Capacitar para a gestão e qualidade em análises laboratoriais de forma a assegurar o serviço laboratorial de qualidade.

Conteúdo da unidade curricular:

Diagnóstico micológico laboratorial de alguns agentes de interesse veterinário. Exame directo; exame cultural com isolamento e interpretação; identificação do agente. Identificação de fungos e aspectos clínicos de situações de algumas micoses de maior relevância. Diagnóstico laboratorial de parasitoses em animais; principais métodos de colheita de material biológico para avaliação parasitológica; metodologia utilizada no diagnóstico laboratorial das doenças parasitárias: Métodos Diretos (Exame a fresco; método da fita cola); Métodos de Enriquecimento (Método de Willis; métodos de sedimentação; sedimentação por centrifugação; métodos de flutuação; métodos difásicos; métodos de Faust e cols.); Pesquisa de Hemoprotozoários (Método directo a fresco; esfregaço em camada fina; esfregaço em gota espessa; coloração de Giemsa); Pesquisa de Parasitas Teciduais - Colorações para prototozoários (Zeel Neelson modificado, Chromotrope, Trichrome). Métodos imunológicos.

Bibliografia recomendada:

Brooks GF, Carroll KC, Butel JS, Morse SA. Medical Microbiology (2007). McGraw-Hill Medical. UK.
Bowman DD (1995). Georgis’ Parasitology for veterinarians (8ª Edição). Philadelphia, W. B. Saunders Company.
Carter GR, Wise, DJ (2004) Essentials of Veterinary Bacteriology and Mycology (6th Ed). Blackweel Publishing, Iowa, USA.
Cheng TC (1986). General Parasitology (2ª Edição). Orlando, Academic Press, Inc.
Ettinger SJ, Feldman GC (2005). Textbook of Veterinary Internal Medicine. Diseases of the dog and cat. (6th Edition). Elsevier Saunders. Volume I e II
Hendrix CM (1998). Diagnostic Veterinary Parasitology (2ª Edição). St. Louis, Mosby, Inc.
Soulsby EJL (1988). Parasitología y enfermedades parasitarias (7ª Edição). México, Nueva Editorial Interamericana
Thienpont D, Rochette F, Vanparijs OFJ (1986). Diagnóstico de las helmintiasis por medio del examen coprológico. (2ª Edição). Beerse, Jenssen Research Foundation


T = teóricas; TP = teórico-práticas; PL = ensino prático e laboratorial; TC = trabalho de campo; S = seminário; E = estágio; OT = orientação tutória;