Eleição das Comissões de Curso da ESA – 2017

 

História, localização e infra-estruturas.

Os serviços e as pessoas.

Organização, departamentos e centros de recursos.

CET, Licenciaturas e Mestrados.

Programas e projectos de investigação.

Apoio e transferência de conhecimento.

A atmosfera, as instalações, as pessoas.

Acontece na ESA.

 

Blogue Notícias ESA
IPB.Virtual - plataforma de e-learning e de e-research
Clima na Escola Superior Agrária de Bragança
Portal Candidato IPB
Ligações B-ON - Biblioteca do Conhecimento OnlinePlataforma DeGóis - Plataforma Nacional de Ciência e TecnologiaCampus Virtual IPB

Tecnologia Farmacêutica e Cosmetologia


Área Científica: Indústrias Transformadoras
Ano: 3º
Semestre: 2
Créditos: 6,5 ECTS
Horas de contacto: 30 T; 45 PL; 20 OT

Objectivos/Competências adquiridas:

Conhecer e identificar as diferentes formas farmacêuticas.
Elaborar formas farmacêuticas e preparar manipulados a partir de produtos naturais.
Conhecer os processos associados ao desenvolvimento de produtos de cosmética, higiene pessoal e perfumaria a partir de fontes naturais.

Conteúdo da unidade curricular:

Formas farmacêuticas; substância activa; excipientes; veículos; humectantes, corantes, aromatizantes, conservantes e antioxidantes. Formas Galénicas obtidas por divisão mecânica (espécies, pós, comprimidos, drageias, cápsulas), por dispersão molecular (hidróleos, alcoóleos, sacaróleos líquidos), por destilação (hidrolatos, alcoolatos). Formas Farmacêuticas obtidas por operações complexas ou múltiplas: pomadas, cremes, pastas, linimentos e loções. Boas práticas de Fabrico.
Introdução aos segmentos de cosméticos, higiene pessoal e perfumaria. Densidade, fusão de substâncias gordas, tensão superficial, tensoactivos, saponificação, viscosidade, colóides e emulsões. Características farmacodinâmicas dos cosméticos. Desenvolvimento de produtos: pomadas, cremes, loções, géis, pastas, bronzeadores, protectores solares, champôs, condicionadores sabões, sabonetes, perfumes, desodorizantes, produtos para depilação e barba, maquilhagens, dentífricos, alisantes e permanentes.

Bibliografia recomendada:

AULTON M.E. Delineamento de formas farmacêuticas. Artmed, 2005.
BARBOSA C.M., PINTO S. Estudo Comparativo de Formulários Galénicos, Publicações Farmácia Portuguesa, Lisboa, 2001.
LACHMAN L., LIEBERMAN H.A., KANIG J.L. Teoria e prática na indústria farmacêutica. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2001. V.1 e 2.
PITA J.R. Farmácia e Medicamento: Noções Gerais, Minerva, Coimbra, 1993.
PRISTA N.L., ALVES C.A., MORGADO R., LOBO S.J. Tecnologia Farmacêutica, II Vol., 5ª Ed., Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, 2006.
Farmacopeia Portuguesa VIII. Ministério da Saúde – INFARMED, Lisboa, 2005.
Formulário Galénico Português. Associação Nacional das Farmácias – CETMED, Lisboa, edição de 2001 e actualização/ampliação de 2005.


T = teóricas; TP = teórico-práticas; PL = ensino prático e laboratorial; TC = trabalho de campo; S = seminário; E = estágio; OT = orientação tutória;