História, localização e infra-estruturas.

Os serviços e as pessoas.

Organização, departamentos e centros de recursos.

CET, Licenciaturas e Mestrados.

Programas e projectos de investigação.

Apoio e transferência de conhecimento.

A atmosfera, as instalações, as pessoas.

Acontece na ESA.

 

Blogue Notícias ESA
IPB.Virtual - plataforma de e-learning e de e-research
Clima na Escola Superior Agrária de Bragança
Portal Candidato IPB
Ligações B-ON - Biblioteca do Conhecimento OnlinePlataforma DeGóis - Plataforma Nacional de Ciência e TecnologiaCampus Virtual IPB

Protecção de Plantas


Área Científica: Agricultura, Silvicultura e Pescas
Ano: 3º
Semestre: 1
Créditos: 6,0 ECTS
Horas de contacto: 30 T, 10 PL, 20 TC, 20 OT

Objectivos/Competências adquiridas:

Conhecer e identificar os diferentes parasitas que causam doenças nas plantas. Identificar os sintomas e sinais das doenças associadas a fungos bactérias e vírus. Compreender os mecanismos de patogénese e de desenvolvimento das doenças parasitárias nos vegetais. Reconhecer a importância das pragas como inimigos das plantas. Identificar os estragos e/ou prejuízos associados com os grupos taxonómicos dos insectos fitófagos. Compreender o ciclo biológico das pragas e a sucessão das gerações. Conhecer os produtos usados em protecção vegetal. Delinear estratégias de luta contra os inimigos das plantas em diferentes culturas e sistemas de produção.

Conteúdo da unidade curricular:

  • Introdução à protecção das plantas: sintomas, estragos, competição e prejuízos; agentes causadores de estragos; estatuto de inimigo.
  • Fitopatologia: Conceito de doença e agente causal; parasitismo e patogenicidade; principais tipos de parasitas; ciclo de uma doença parasitária; interacção patogénio-hospedeiro; epidemiologia das doenças das plantas. Principais Agentes Causadores de Doença.
  • Entomologia Agrícola: conceito de praga; tipo de estragos; ciclos de vida e biológicos; relações hóspede-hospedeiro e tróficas; dinâmica de populações de pragas. Principais Organismos que assumem o estatuto de Praga, insectos e ácaros; vectores de doença e outros organismos animais.
  • Princípios de Fitofarmacologia: Conceitos. Classificação e composição de produtos fitofarmacêuticos. Tipos de formulação. Símbolos toxicológicos, frases de risco e de segurança.
  • Estratégias e meios de protecção: Definição de estratégias e meios de protecção. Sistemas de protecção e produção sustentável: Estudo de casos.

Bibliografia recomendada:

Agrios, N. George, 1997 – Plant Pathology, Academic Press, 4ª Edição.
Garcia-Tejero F. D., 1998. Plagas Y Enfermedades de las Plantas Cultivadas. 9ª Ed., Ediciones Mundi-Prensa.
Llácer, G., López, M., Trapero, A., Bello, A., 2000. Patología Vegetal. Tomo I and Tomo II. Coedición Phytoma España, S. L., Sociedad Española de Fitopatologia, Grupo Mundi-Prensa.
Hornby, D. 1993. Biological control of soil-borne plant pathogens. CAB international 479 pp.
Guimarães, J. Monteiro, 1986. - Apontamentos de Entomologia Agrícola. Castelo Branco – ESA.


T = teóricas; TP = teórico-práticas; PL = ensino prático e laboratorial; TC = trabalho de campo; S = seminário; E = estágio; OT = orientação tutória;