Processo de Eleição do Diretor da ESA

 

História, localização e infra-estruturas.

Os serviços e as pessoas.

Organização, departamentos e centros de recursos.

CET, Licenciaturas e Mestrados.

Programas e projectos de investigação.

Apoio e transferência de conhecimento.

A atmosfera, as instalações, as pessoas.

Acontece na ESA.

 

Blogue Notícias ESA
IPB.Virtual - plataforma de e-learning e de e-research
Portal Candidato IPB
Ligações B-ON - Biblioteca do Conhecimento OnlinePlataforma DeGóis - Plataforma Nacional de Ciência e TecnologiaCampus Virtual IPB

Actividades Agrárias


Área Científica: Produção Agrícola e Animal
Ano: 2º
Semestre: 1
Créditos: 6 ECTS
Horas de contacto: 30 T, 15 PL, 15 TC, 20 OT

Objectivos/Competências adquiridas:

Pretende-se que os alunos adquiram informação sobre a importância cultural e económica, bem como a distribuição geográfica das culturas e principais espécies zootécnicas exploradas. Interpretem e analisem as condições climáticas anuais do território nacional com vista a referenciar os períodos culturais. Relacionem as características do solo para fazer as operações culturais de forma tecnicamente correcta. Adquiram conhecimentos para discernir sobre as condições de uma agricultura convencional e uma agricultura de conservação. Adquiram conceitos fundamentais na área da silvicultura incluindo algumas técnicas de produção florestal aplicadas numa óptica de gestão sustentada da floresta. Adquiram uma visão integrada sobre a multifuncionalidade e gestão sustentável da produção agrária. Saibam discernir sobre o biótipo zootécnico mais recomendado para a sua exploração. Elaborem um plano cultural (culturas + pecuária + floresta) de uma exploração agro-pecuária-florestal.

Conteúdo da unidade curricular:

Importância cultural e económica das actividades de produção de âmbito agrícola, florestal e zootécnica; aspectos ecofisiológicos das actividades de produção e períodos culturais; principais espécies vegetais exploradas (horto-frutícolas e arvenses); operações culturais associadas à produção agrícola: mobilização convencional. mobilização de conservação, sementeiras; rotação de culturas; planos de culturas de uma exploração agrícola. Produção animal. Principais espécies zootécnicas (ruminantes, outros herbívoros e monogástricos). Raças e alimentação. Estabulação e maneio. Aptidão zootécnica. Noções gerais de Silvicultura. Espécies silvícolas, florestas naturais e plantações. Os sistemas de produção florestal e o uso múltiplo da floresta. Evolução dos povoamentos florestais. Instalação/regeneração. Fases de crescimento e exploração. Manutenção de povoamentos florestais. Limpezas, desramas e desbastes. Breves noções de tecnologia dos produtos florestais.

Bibliografia recomendada:

ALVES, A. A. M., 1988. Técnicas de produção florestal. Instituto Nacional de Investigação Científica, Lisboa.
APLE, H., JOHNSON; N., OLSON, J. T., SAMPLE, V. A., 1993. Defining sustainable forestry. Island Press, Washington, D. C.
BRIOSA, F (1989). Glossário ilustrado de mecanização agrícola. Tractores de Portugal Comércio e Indústria, Lisboa.391 pp.
CESE, 1996. O Sector Florestal Português. Documento de Apoio ao Seminário do CESE. Póvoa de Varzim, 4-5 de Outubro.
DIEHL, R; BOX, J. M. M. (1985). Fitotecnia General. Ed. Mundi-Prensa. Madrid.
ÉLIARD, J. L. (1979). Manual Geral de Agricultura. Publicações Europa América
HAWLEY, R. C., SMITH, D. M., 1982. Silvicultura prática. Ediciones OMEGA, S. A., Barcelona.
INMG. (1991). O Clima de Portugal. Fascículo XLIX Volume 3 – 3ª Região. Normais Climatológicas da Região de Trás-os-Montes e Alto Douro e Beira Interior, correspondentes a 1951/1980. Lisboa.
KRUSSMANN, G., 1981. La pépinière: multiplication des arbres, arbustes, conifères et arbres fruitiers. La Maison Rustique.
VERENNES, A. (2003). Produtividade dos Solos e Ambiente. Escolar Editora. Lisboa.
DIREÇÃO GERAL DE PECUÁRIA, 1991. Recursos genéticos. Raças Autóctones. Espécies ovina e caprina. Série “Divulgação” – (Revista Ovelha) da Associação de Criadores de Ovinos do Sul, 215 pp.
YOUNIE, D.; WILKINSON. J.M., 2004. Ganadería Ecolológica. Princípios, consejos práticos,benefícios. Primea Edición. Zaragoza. Editorial Acríbia, S.A., 160 pp.
Artigos científicos On-line.


T = teóricas; TP = teórico-práticas; PL = ensino prático e laboratorial; TC = trabalho de campo; S = seminário; E = estágio; OT = orientação tutória;