História, localização e infra-estruturas.

Os serviços e as pessoas.

Organização, departamentos e centros de recursos.

CET, Licenciaturas e Mestrados.

Programas e projectos de investigação.

Apoio e transferência de conhecimento.

A atmosfera, as instalações, as pessoas.

Acontece na ESA.

 

Blogue Notícias ESA
IPB.Virtual - plataforma de e-learning e de e-research
Clima na Escola Superior Agrária de Bragança
Portal Candidato IPB
II Congresso Nacional das Escolas Superiores Agrárias
Ligações B-ON - Biblioteca do Conhecimento OnlinePlataforma DeGóis - Plataforma Nacional de Ciência e TecnologiaCampus Virtual IPB

Ecofisiologia Vegetal


Área Científica: Biologia e Bioquímica
Ano: 2º
Semestre: 1
Créditos: 5,5 ECTS
Horas de contacto: 30 T, 30 PL, 20 OT

Objectivos/Competências adquiridas:

Pretende-se que os alunos adquiram a capacidade de: compreender o funcionamento geral das plantas como um todo e integradas no ambiente que as envolve; identificar, explicar e integrar os principais processos bioquímicos, biofísicos e fisiológicos, associando-os às relações hídricas, nutricionais e energéticas, assim como ao desenvolvimento e produtividade vegetal.

Conteúdo da unidade curricular:

Relações hídricas nos tecidos vegetais: Principais funções da água nas plantas. Potencial hídrico e seus componentes. Movimento da água no sistema solo-planta-atmosfera.
Transpiração: Anatomia e fisiologia dos aparelhos estomáticos das monocoltiledónias e das dicotiledóneas. Mecanismos de abertura e fecho dos estomas. Condutância estomática e resistências à transpiração. Factores estruturais e ambientais que afectam a taxa de transpiração. Compromisso fotossíntese/transpiração e eficiência na utilização da água.
Relações de nutrição: Composição mineral das plantas. Elementos minerais essenciais. Soluções nutritivas, composição e técnicas de cultivo. Transporte no Floema: Estrutura e mecanismos de transporte. Absorção e movimento dos iões na raiz. Nutrição mineral: Funções estruturais e metabólicas dos principais nutrientes minerais; Deficiências minerais.
Fotossíntese: Fotorreceptores em plantas. Luz e Fotossíntese. Estrutura do sistema fotossintético. Anatomia comparada das folhas C3, C4, CAM e seu metabolismo. Respostas ao CO2, Luz e Temperatura. Intercepção da radiação solar e produtividade das plantas e culturas. Síntese e regulação dos fotoassimilados. Fotorrespiração: Inibição da assimilação de carbono pelo oxigénio. Factores que afectam a taxa de fotorrespiração. O papel da fotorrespiração.
Crescimento e desenvolvimento das plantas: Substâncias reguladoras do crescimento: fitorreguladores. Tropismo.
Metabolismo secundário das plantas: Características e funções dos metabolitos secundários. Os metabolitos secundários como resposta a patogénios. Stresses abióticos: Padrões de sobrevivência e respostas gerais das plantas ao stresse. Stresses abióticos mais relevantes. Principais danos causados nas plantas e mecanismos estruturais e funcionais de resposta. Implicações ecológicas e agronómicas dos stresses e das respectivas estratégias de adaptação.

Bibliografia recomendada:

Azcón-Bieto J & Talón M (2000). Fundamentos de Fisiología Vegetal. McGraw-Hill interamericana/Universidade de Barcelona, Barcelona.
Hopkins WG (1999). Introduction to Plant Physiology. 2ª ed., John Wiley & Sons, Inc, New York.
Salisbury FB & Ross C (2000). Fisiología de las plantas. Vol 1: Células: água, soluciones y superfícies. Paraninfo / Thomson Learning, Madrid.
Salisbury FB & Ross C (2000). Fisiología de las plantas. Vol 2: Bioquímica vegetal. Paraninfo / Thomson Learning, Madrid.
Salisbury FB & Ross C (2000). Fisiología de las plantas. Vol 3: Desarrollo de las plantas y fisiología ambiental. Paraninfo / Thomson Learning, Madrid.
Salisbury FB & Ross C (1998). Plant Physiology. 2ª ed. The Benjamin/Cumming Pub. Company, Inc., California.


T = teóricas; TP = teórico-práticas; PL = ensino prático e laboratorial; TC = trabalho de campo; S = seminário; E = estágio; OT = orientação tutória;