Notícias ESA

Blogue de notícias da Escola Superior Agrária de Bragança

Autor: CiESA (page 1 of 100)

A equipa “Os Cimos”, da ESA-IPB/CIMO, participaram na 4.ª edição das 24 HORAS DE AGRICULTURA Syngenta®

A equipa “Os Cimos”, da ESA-IPB/CIMO, participaram na 4.ª edição das 24 HORAS DE AGRICULTURA Syngenta®, organizada sob orientação científica e pedagógica da Associação Portuguesa de Horticultura (APH), que decorreu em Faro no passado dia 6 e 7 de abril, na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade do Algarve e na Direção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve.

Os alunos, Isabel Rodrigues da licenciatura em Engenharia Agronómica, Luís Pereira e Jorge Rosário do mestrado em Agroecologia e os alunos Samuel Diegues e João Assis do mestrado Gestão de Recursos Florestais, marcaram presença nas atividades das 24 HORAS DE AGRICULTURA, com o tema “Agricultura Circular”. As atividades consistiram na simulação de situações do quotidiano na área da agronomia, onde os alunos tiveram a oportunidade de aplicar conhecimentos teórico-práticos adquiridos ao longo do percurso académico. Durante a realização das provas os alunos obtiveram conhecimento sobre os princípios da Agricultura Circular, confrontaram-se com novas realidades que os obrigaram a sair da sua zona de conforto, tiveram a oportunidade de interagir com equipas de outras instituições e ainda tiveram um contato direto com empresas e a exigência destas no mercado de trabalho.

Ao longo das 24 horas foram realizaram provas de instalação, identificação e dimensionamento de sistemas de rega, plantação e identificação de plantas, enxertia de citrinos, fertilizações, calibração de pulverizadores e qualidade de pulverização, identificação de doenças, pragas e infestantes em citrinos, identificação da ordem de insetos, reconhecimento e identificação das vantagens da aplicação de tela no solo, análise sensorial de mel, medição do grau brix e estado de maturação de citrinos, seleção dos produtos mais indicados para tratamento de doenças e pragas, aplicação de conhecimentos teóricos sobre a gestão de resíduos, maquinas de relva estática e compostagem, realização de um artigo critico sobre a agricultura circular entre outras atividades. Também houve alguns momentos de descontração, como a realização de um pictionary gestual e um peddy paper para aplicação de conhecimentos teóricos.

A equipa “Os Cimos”, recomenda e incentiva a futura participação dos alunos neste tipo de eventos, dado que é uma experiência única, que aumenta a proximidade com as empresas, onde se adquire conhecimentos de uma nova realidade que nos mostra as nossas limitações e nos prepara para o mundo de trabalho e as exigências que ele nos impõem.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Curso de qualificação de provador

Curso de qualificação de provador

Objectivo
Qualificação de provadores em conformidade com a Norma Portuguesa EN ISO 8586:2014.

Provador:
Avaliação da capacidade sensorial de candidatos
Formação e treino básico sobre análise sensorial, técnicas de utilização dos órgãos dos sentidos e avaliação sensorial de produtos alimentares; Testes de deteção, triangulares e de
ordenação com execução prática.

Formação em cinco semanas, às quartas-feiras, das 15 às 17 horas, total de 8h30 de formação (Inicio a 8 de Maio).
Número mínimo/máximo de formandos: 12/18.
Preço: 20€
Emissão de diploma aos formandos com aproveitamento.

Provador qualificado

Formação avançada em reconhecimento de odores e sabores, identificação e utilização de descritores (perfis sensoriais), treino na utilização de escalas de resposta quantitativa.
Especialização na utilização das competências adquiridas na avaliação do alimento do painel em que se afilie.

Requisito para frequência:  Aproveitamento em curso de provador.
Painéis de afiliação: Queijo de pasta semidura/dura; Produtos cárneos; Cuscuz.
Formação em 6 semanas, total de 8 horas de formação (Inicio 12 de Junho em horário a comunicar).
Número mínimo/máximo de formandos por painel: 3/6
Preço: 30€
Emissão de diploma aos formandos com aproveitamento.

Competências
Dependendo do nível de qualificação atingido, os provadores poderão:
Integrar painéis de provadores em empresas, desempenhando funções de controlo de qualidade sensorial e participar no desenvolvimento de novos produtos;
Participar em júris de concursos para produtos nos quais adquiriram competência;

Data limite para recepção de candidaturas: 26/04/2019. Mais informação: las-esa@ipb.pt
Formulário de inscrição (MO-ITL01PRLAS01-01_V04). Depois de preenchida devolva por email para: las-esa@ipb.pt

Palestra: Empreendedorismo no Ensino Superior

Empreender+Tec

Promoção do espírito empreendedor de índole tecnológica

Empreendedorismo no Ensino Superior

No âmbito do projecto Empreender+Tec terá lugar na próxima quarta-feira, dia 10 de Abril, no Auditório Pequeno da Escola Superior Agrária, uma palestra sobre Empreendedorismo no Ensino Superior, um evento voltado para o empreendedorismo juvenil, onde serão abordadas as possibilidades geradas pelo Empreendedorismo, de maneira dinâmica despertando no jovem a percepção que tanto ele próprio tem a ganhar, como a região em que está inserido, se a sua criatividade for aguçada e as oportunidades de mercado corretamente avaliadas e aproveitadas.

Participação gratuita, com direito a certificado de participação.
Inscrição em: https://forms.gle/6ZeRY257L4M2iY719

XX Semana das Ciências Agrárias

XX Semana das Ciências Agrárias [Cartaz]

I Congresso Ibero-Americano de Marcas de Qualidade de Carne e de Produtos Cárneos


O I Congresso Ibero-Americano de Marcas de Qualidade de Carne e de Produtos Cárneos, organizado no âmbito da Red MARCARNE do Programa Ibero-Americano de Ciência e Tecnologia para o Desenvolvimento (CYTED), pretende ser o culminar de 3 anos de actividade que envolveu 18 associações de grupos de investigação e desenvolvimento (I + D) pública e privada, 5 empresas, 6 associações empresárias e 2 organizações de desenvolvimento cooperativo de 10 países de Ibero-América (Argentina, Brasil, Cuba, Chile, Equador, Espanha, Paraguai, Portugal, México, Uruguai). Esperamos que este acontecimento seja o inicio de um trabalho que perpetue a Red com o interesse de divulgar e estudar as marcas de qualidade de carne e de produtos cárneos em todo o espaço ibero-americano.

http://www.cyted.org/es/calendario/red-marcarne-marcas-calidad-carne-i-congreso-iberoamericano-de-marcas-de-calidad-de-carne

http://www.cyted.org/es/calendario/red-marcarne-marcas-calidad-carne-reuni%C3%B3n-annual-de-la-red-marcarne-0


Continue reading

Seminário: Cooperação agro-pecuária com Guiné-Bissau: passado, presente e futuro

Seminário: Cooperação agro-pecuária com Guiné-Bissau: passado, presente e futuro
Seminário Guiné-Bissau Programa

Horários 2º Semestre 2018/2019

Afixados na página da ESA os horários para o 2º semestre 2018/2019

Claves para aprovechar mejor el monte explicadas en Muras

La localidad acoge una sesión de la Rede Galega de Innovación Agroforestal

Marina Castro, de la Escuela Superior Agraria de Braganza (Portugal), expuso algunos problemas actuales del monte, con los incendios como amenaza destacada, así como propuestas estudiadas y aplicadas en ese país. La mejor gestión de la silvicultura y la implantación del pastoreo fueron algunas de las medidas citadas. Sobre la segunda, destacó su valor porque reduce el riesgo de incendios y los costes de limpieza del monte. También apuntó las posibilidades del silvipastoreo, dando opción al aprovechamiento forrajero como nueva medida en algunas zonas.

Sobre el monte y sobre la posibilidad de utilizar proyectos de rentabilidad económica y social que completen los beneficios habituales, relacionados con el sector forestal, han girado hoy ayer las ponencias de una jornada de trabajo celebrada en Muras. Con sesiones de mañana y de tarde, en la localidad se han sucedidon intervenciones de una sesión organizada por la Rede Galega de Innovación Agroforestal.

Marina Castro, de la Escuela Superior Agraria de Braganza (Portugal), expuso algunos problemas actuales del monte, con los incendios como amenaza destacada, así como propuestas estudiadas y aplicadas en ese país. La mejor gestión de la silvicultura y la implantación del pastoreo fueron algunas de las medidas citadas. Sobre la segunda, destacó su valor porque reduce el riesgo de incendios y los costes de limpieza del monte. También apuntó las posibilidades del silvipastoreo, dando opción al aprovechamiento forrajero como nueva medida en algunas zonas.

Por su parte, Tesalia Quintana, perteneciente al equipo técnico de la Asociación Galega de Cooperativas (Agaca), explicó algunas estrategias, analizadas con otros organismos, para elevar la competitividad y la sostenibilidad de explotaciones ganaderas. Incrementar la presencia de la cabaña caprina, estudiar las posibilidades de mercado de la resina de pino, buscar nuevas salidas ?la fabricación de hamburguesas, por ejemplo? para la carne de razas vacunas autóctonas o mejorar el bienestar animal de los animales en las explotaciones fueron algunas de las medidas enumeradas.

Apoyo a comuneros que protejan el valor ambiental de O Xistral

Comunidades de montes de municipios de la zona de O Xistral tendrán compensaciones económicas por su contribución a la conservación de la riqueza ambiental de esa zona. Las aportaciones no llegarán antes del 2022, pues serán consecuencia del proyecto Life in Common Land, promovido por la Diputación lucense con la colaboración de otras entidades.

La superficie de cada comunidad y su estado de conservación serán baremos decisivos para la concesión de las ayudas, como explicó Jaime Fagúndez, profesor de la Universidade da Coruña (UDC). «É un recoñecemento ao seu labor, que repercute positivamente na sociedade», dijo. El proyecto, agregó, pretende que los miembros de las comunidades de montes tengan una visión positiva de la zona en la que viven, de gran riqueza natural.

Poner a Muras en el mapa y ayudar a los vecinos

Mario Rouco, concejal murense, explicó que sesiones como la de ayer, con ponentes y oyentes llegados de fuera, contribuyen a poner a Muras en el mapa. También resaltó que las nuevas posibilidades de zonas rurales debían ser explicadas a los vecinos para ayudar a la modernización de su medio de vida. En ese sentido, agregó, el gobierno local busca que los vecinos puedan acceder a ayudas de diversos planes para mejorar sus explotaciones.

Fonte: La Voz de Galicia

Mitigação das Alterações Climáticas no Olival

Mitigação das Alterações Climáticas no Olival

Seminário de Apresentação do Grupo Operacional “Novas práticas em olivais de sequeiro: estratégias de mitigação e adaptação às alterações climáticas”

29 de janeiro de 2019
Auditório Municipal de Mirandela

A inscrição é gratuita, mas deverá ser efectuada através do link: http://esa.ipb.pt/olivalsequeiro/

« Older posts

© 2019 Notícias ESA

Theme by Anders NorenUp ↑