Notícias ESA

Blogue de notícias da Escola Superior Agrária de Bragança

Congresso Nacional das Escolas Superiores Agrárias

CNESA 40 anos de ensino agrário

Congresso Nacional das Escolas Superiores Agrárias irá decorrer entre os dias 14 e 15 de Novembro de 2019 em Viseu

Workshop Enfermagem Veterinária: Estética e Podologia Equina

Workshop Enfermagem Veterinária: Urgências Veterinárias

curso: Métodos biomoleculares no estudo do micovírus CHV1

Curso Métodos biomoleculares no estudo do micovírus CHV1

13-17 maio de 2019
Escola Superior Agrária de Bragança
Laboratório de Sanidade e Proteção Vegetal

Contacto:
Email: valentimcoelho@ipb.pt
Tel. 273303333
Informações: esa.ipb.pt/dictis/

15ª Semana ERASMUS

ESA (Agriculture) – Thursday day, 16th

9:30-10:30 Sala Cave

Raw vegan diet – between muth and truth. Food engineering  – Ana Mihaela Dicu – Aurel University of Arad

10:30-11:30 Sala Cave

Bio-medical and food potential of bioactive – Mark Shamtsyan – St. Petersburg State Institute of Technology (SPbSIT)

11:30-12:30 G5-S3/01

Precision of agriculture – Nikolau Kunchenko – Center of precision agriculture.

14:00-15:00 G3/S3/02

Using the vacuum impregnation technology for fruits and vegetables processing and preservation. Food engineering. – Claudiu Stefan Ursachi – Aurel University of Arad

15:00-16:00 G3/S3/02

Application of Blockchain technology in the deep processing of grain – Leonid Popok – Kuban State Agrarian University

14:00-15:00 G5/S3/02

Reducing of the environmental issues tools and capacities – Gabriela Popuviciu – University of Oradea

Eduardo Júnior é um jovem guineense que está em Portugal a tirar a licenciatura em Enfermagem Veterinária na Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Bragança (ESA-IPB), beneficiando de uma bolsa de estudos atribuída pelo Banco Mundial. Tudo começou em 2013, quando Eduardo, na altura técnico da Direção Regional de Pecuária da região de Gabu, participou numa formação dirigida a técnicos auxiliares de saúde animal (paraveterinários), na região leste da Guiné-Bissau, de onde é natural. A formação, promovida no âmbito do projeto Balal Gainako – Dinamização dos Sistemas de Produção Pecuários nos Setores de Pitche e Gabu, foi dinamizada por Carlos Aguiar e Hélder Quintas, docentes da ESA-IPB, que Eduardo veio a reencontrar 6 anos depois na cidade de Bragança.

No final do projeto Balal Gainako, tinham sido formados 25 paraveterinários, os quais foram reconhecidos pela Direção Regional de Pecuária como pontos focais para alargar a capacidade de resposta dos serviços veterinários a regiões mais remotas. Reconheceu-lhes capacidades para apoiar os criadores de gado e colaborar nas campanhas de vacinação na região de Gabu. Como complemento à formação, foi também distribuído um manual dirigido aos paraveterinários e criadores de gado com conselhos práticos para resposta aos desafios da criação bovina na região.

Para Eduardo, a participação na formação de paraveterinária revelou-se uma importante fonte de aprendizagem de novos conhecimentos. Empenho, dedicação, vontade de aprender e aprofundar conhecimentos são características que continuam a mover o jovem. Neste momento, Eduardo está a terminar o curso em Portugal, e está ansioso por regressar à sua terra natal para aplicar os conhecimentos adquiridos. Para o futuro, mantém a sua visão empreendedora e quer continuar a investir na produção agropecuária, aumentando os recursos e diversificando a produção, mantendo sempre o contato com a Gaare Batoden, a Associação dos Criadores de Gado da região de Gabu, que contou com o apoio constante do projeto.

A Gaare Batoden beneficiou de reforço institucional em áreas de gestão organizacional e operacional, assim como ao nível das infraestruturas de apoio pecuárias, garantindo serviços às suas associadas nas áreas de maneio sanitário e alimentar (incluindo acesso a água e furos pastoris), bem como um maior controlo na prevenção de roubo de gado. Foi também criado um Centro Pecuário, com uma unidade de leite, um armazém, uma loja e uma farmácia. Atualmente, continua a ter fontes de receita diversificadas, tendo alargado e consolidado a sua base de sócios, e é considerada uma associação incontornável na ligação à Direção Regional de Pecuária e às autoridades de Gabu.

A criação de gado na Guiné-Bissau contribui em 17% para o PIB nacional e representa 32% do PIB do sector agrário – concentrando-se essencialmente na zona leste e norte da Guiné-Bissau. O gado bovino é um importante produto nacional na zona leste do país, e a pecuária assume-me como uma das atividades económicas que emprega grande parte da população guineense.

O projeto Balal Gainako teve como objetivo a promoção de um sistema associativo inovador e sustentável, aumentando a produtividade dos sistemas de produção pecuários, com particular ênfase no maneio alimentar e sanitário do gado bovino, pequenos ruminantes e aves, e o crescimento económico e a redução da pobreza na região de Gabu, através da dinamização do sector pecuário familiar. O projeto contribuiu, assim, para uma melhor organização do setor produtivo de carne bovina, uma melhor assistência sanitária e acesso a cuidados por parte para veterinários

em IMVF

Cultura de Células Animais e Aplicações Clínicas

curso de curta duração: Cultura de Células Animais e Aplicações Clínicas

Informações e Inscrições: http://esa.ipb.pt/cch/

A equipa “Os Cimos”, da ESA-IPB/CIMO, participaram na 4.ª edição das 24 HORAS DE AGRICULTURA Syngenta®

A equipa “Os Cimos”, da ESA-IPB/CIMO, participaram na 4.ª edição das 24 HORAS DE AGRICULTURA Syngenta®, organizada sob orientação científica e pedagógica da Associação Portuguesa de Horticultura (APH), que decorreu em Faro no passado dia 6 e 7 de abril, na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade do Algarve e na Direção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve.

Os alunos, Isabel Rodrigues da licenciatura em Engenharia Agronómica, Luís Pereira e Jorge Rosário do mestrado em Agroecologia e os alunos Samuel Diegues e João Assis do mestrado Gestão de Recursos Florestais, marcaram presença nas atividades das 24 HORAS DE AGRICULTURA, com o tema “Agricultura Circular”. As atividades consistiram na simulação de situações do quotidiano na área da agronomia, onde os alunos tiveram a oportunidade de aplicar conhecimentos teórico-práticos adquiridos ao longo do percurso académico. Durante a realização das provas os alunos obtiveram conhecimento sobre os princípios da Agricultura Circular, confrontaram-se com novas realidades que os obrigaram a sair da sua zona de conforto, tiveram a oportunidade de interagir com equipas de outras instituições e ainda tiveram um contato direto com empresas e a exigência destas no mercado de trabalho.

Ao longo das 24 horas foram realizaram provas de instalação, identificação e dimensionamento de sistemas de rega, plantação e identificação de plantas, enxertia de citrinos, fertilizações, calibração de pulverizadores e qualidade de pulverização, identificação de doenças, pragas e infestantes em citrinos, identificação da ordem de insetos, reconhecimento e identificação das vantagens da aplicação de tela no solo, análise sensorial de mel, medição do grau brix e estado de maturação de citrinos, seleção dos produtos mais indicados para tratamento de doenças e pragas, aplicação de conhecimentos teóricos sobre a gestão de resíduos, maquinas de relva estática e compostagem, realização de um artigo critico sobre a agricultura circular entre outras atividades. Também houve alguns momentos de descontração, como a realização de um pictionary gestual e um peddy paper para aplicação de conhecimentos teóricos.

A equipa “Os Cimos”, recomenda e incentiva a futura participação dos alunos neste tipo de eventos, dado que é uma experiência única, que aumenta a proximidade com as empresas, onde se adquire conhecimentos de uma nova realidade que nos mostra as nossas limitações e nos prepara para o mundo de trabalho e as exigências que ele nos impõem.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Curso de qualificação de provador

Curso de qualificação de provador

Objectivo
Qualificação de provadores em conformidade com a Norma Portuguesa EN ISO 8586:2014.

Provador:
Avaliação da capacidade sensorial de candidatos
Formação e treino básico sobre análise sensorial, técnicas de utilização dos órgãos dos sentidos e avaliação sensorial de produtos alimentares; Testes de deteção, triangulares e de
ordenação com execução prática.

Formação em cinco semanas, às quartas-feiras, das 15 às 17 horas, total de 8h30 de formação (Inicio a 8 de Maio).
Número mínimo/máximo de formandos: 12/18.
Preço: 20€
Emissão de diploma aos formandos com aproveitamento.

Provador qualificado

Formação avançada em reconhecimento de odores e sabores, identificação e utilização de descritores (perfis sensoriais), treino na utilização de escalas de resposta quantitativa.
Especialização na utilização das competências adquiridas na avaliação do alimento do painel em que se afilie.

Requisito para frequência:  Aproveitamento em curso de provador.
Painéis de afiliação: Queijo de pasta semidura/dura; Produtos cárneos; Cuscuz.
Formação em 6 semanas, total de 8 horas de formação (Inicio 12 de Junho em horário a comunicar).
Número mínimo/máximo de formandos por painel: 3/6
Preço: 30€
Emissão de diploma aos formandos com aproveitamento.

Competências
Dependendo do nível de qualificação atingido, os provadores poderão:
Integrar painéis de provadores em empresas, desempenhando funções de controlo de qualidade sensorial e participar no desenvolvimento de novos produtos;
Participar em júris de concursos para produtos nos quais adquiriram competência;

Data limite para recepção de candidaturas: 26/04/2019. Mais informação: las-esa@ipb.pt
Formulário de inscrição (MO-ITL01PRLAS01-01_V04). Depois de preenchida devolva por email para: las-esa@ipb.pt

Palestra: Empreendedorismo no Ensino Superior

Empreender+Tec

Promoção do espírito empreendedor de índole tecnológica

Empreendedorismo no Ensino Superior

No âmbito do projecto Empreender+Tec terá lugar na próxima quarta-feira, dia 10 de Abril, no Auditório Pequeno da Escola Superior Agrária, uma palestra sobre Empreendedorismo no Ensino Superior, um evento voltado para o empreendedorismo juvenil, onde serão abordadas as possibilidades geradas pelo Empreendedorismo, de maneira dinâmica despertando no jovem a percepção que tanto ele próprio tem a ganhar, como a região em que está inserido, se a sua criatividade for aguçada e as oportunidades de mercado corretamente avaliadas e aproveitadas.

Participação gratuita, com direito a certificado de participação.
Inscrição em: https://forms.gle/6ZeRY257L4M2iY719

« Older posts

© 2019 Notícias ESA

Theme by Anders NorenUp ↑