Random Post: Hello world!
RSS .92| RSS 2.0| ATOM 0.3
  • Home
  • Ultimas Aquisições
  •  

    Inaugurado posto do INE na Biblioteca Sarmento Pimentel

    Presidente do Instituto Politécnico de Bragança (IPB) inaugura posto do Instituto Nacional de Estatística (INE) na biblioteca municipal de Mirandela e define prioridade da instituição para o futuro.

    A manhã de 28 de Outubro na biblioteca municipal de Mirandela ficou marcada com a apresentação do posto do INE, em parceria com a Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Mirandela.

    Foi precisamente o director da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Mirandela a fazer as honras, destacando a importância deste novo posto para a região. Explicando que o “mais importante” é as pessoas terem um acesso “democratizado e privilegiado” à informação e ao conhecimento, adiantando que foi dado um passo para trazer crescimento regional e económico. Pois sem o conhecimento, adianta Rui Lopes, “o crescimento não acontece”.”Neste protocolo não há qualquer contrapartida financeira. O rendimento directo não é obtido, nem por nós, nem pelo instituto nacional. Há rendimento indirecto, com base no conhecimento que aí se pode retirar: sectores económicos, tendências, que podem ser usadas pelo tecido económico local, pelos estudantes na sua investigação”, refere o responsável.

    A apresentação contou ainda com as presenças de Clarisse Pais e Maria Gentil, bibliotecária do I.P.B. e vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Mirandela, respectivamente, que estavam em total sintonia. Questionada sobre a grande vantagem que este posto trará aos estudantes e população de Mirandela, Clarisse Pais refere que a “informação estatística estará concentrada toda no mesmo sítio”. Passando à prática, a mesma dá dois ou três exemplos da funcionalidade do serviço.”Por exemplo, fazemos um convite ao conselho de administração do hospital, isto porque há muitos médicos a procurar informação estatística dos nados vivos, nados mortos, por exemplo. Outro exemplo: ao curso de turismo interessa-lhe saber quantos turistas entraram em Portugal, e o INE responde a isso. Os de informática interessa-lhes saber quantas pessoas acederam à internet. Em relação à Direcção Regional de Agrária, interessa-lhes saber a produção vegetal e animal, por exemplo. Em termos demográficos a mesma coisa. Saber se A população de Mirandela cresceu ou não cresceu. Quase que leva a pensar que um computador é pouco”.

    Disposto a lutar pelos interesses transmontanos, e presente nesta apresentação, esteve Sobrinho Teixeira, presidente do IPB, que deixou uma mensagem de esperança relativamente à tão ansiada construção das novas instalações do politécnico em Mirandela.

    Analisando o crescimento do Instituto em relação ao passado ano lectivo, o presidente revela o crescimento do número de alunos de ano para ano, e admite começar a ser “uma pressão demasiado grande” suportar tantos alunos em condições tão precárias.

    “Não é aceitável que uma escola como esta que tem a capacidade de interagir e de se abrir com a comunidade, não seja contemplada com um edifício próprio. O esforço financeiro não é assim tão grande. O plano que temos é o de uma escola que dignificará a escola e a região, os seus alunos e os seus docentes” refere Sobrinho Teixeira.

    António Borges in: Terra Quente. Edição 411 de 01/11/2008

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *