A criação de gado pode ser alternativa ao desemprego

Criadores de raça Churra Mirandesa pugnam pelo emparcelamento para aumentar a produção

O regresso à actividade da pastorícia e à criação de gado pode ser uma “boa alternativa” ao desemprego que muitos jovens enfrentam, defendeu Ilídio Rodrigues, vice-presidente da Câmara de Miranda do Douro, à margem do XVI Concurso Nacional da Ovino de Raça Churra Mirandesa, que decorreu em Malhadas no passado dia 23 de Abril. O autarca considera que esta raça autóctone é uma “riqueza”, tanto mais que a carne é valorizada e muito apreciada. “Tem havido alguma diminuição no número de produtores da raça, mas nos tempos que correm, em que há dificuldade em arranjar emprego, creio que as pessoas poderiam começar a pensar em alternativas para ter um rendimento acrescido”, afirmou Ilídio Rodrigues, que considera que “ser pastor não é desprestigiante para ninguém”. O concelho de Miranda do Douro existem actualmente perto de 40 produtores de Churra Mirandesa, uma raça que detém Denominação de Origem Protegida, “o que garante alguns subsídios”, realçou o autarca. No livro genealógico da raça estão registados cerca de seis mil animais e 108 sócios, dos concelhos de Miranda do Douro, Mogadouro e Vimioso. “Com os subsídios e com a venda de cordeiros pode compensar criar estes animais. Há alguma crise e abandono na actividade, porque esta tarefa dá trabalho e é preciso ter jeito. Deve ser uma profissão dignificada e as pessoas devem ter apoio”, sublinhou. O concurso contou com o mesmo número de criadores das edições anteriores, “dois ou três novos, mas também desistiram alguns”, referiu Francisco Rodrigues, presidente Associação Nacional de Criadores de Ovinos de Raça Churra Mirandesa (ACOM).Apesar dos tempos difíceis o sector “está bem”, atestou o responsável, mas continuam a existir dificuldades de comercialização. “Se não fosse aqui a nossa vizinha Espanha, que absorve a maior parte da produção, estaríamos encharcados com animais. O mercado português é fraco porque a carteira é fraca”, lamentou Francisco Rodrigues. Os preços baixos são outro problema que enfrentam os criadores de gado, uma vez que se mantém nos mesmos valores de há vários anos, entre os 40 e os 50 euros por cabeça. “Há umas alturas melhores do que outras. No Natal, Páscoa e Verão vende-se melhor, no resto do ano é mais complicado e o cordeiro entra em queda”, justificou. A raça é DOP mas a carne ainda não é comercializada com este selo de garantia, no entanto trata-se de “um produto de muita qualidade que é imbatível”, frisou. Francisco Rodrigues diz que o emparcelamento faz falta à criação de gado e podia contribuir para o aumento da produção. “Vão acabar por se perder os marcos dos terrenos com o monte. Os terrenos continuam muito fraccionados e desta forma a agricultura cai mesmo no charco”, explicou o dirigente associativo.

em Mensageiro Bragança

Sobre CiESA

Centro de Informática da Escola Superior Agrária de Bragança. CiESA, Campus de Santa Apolónia - Apartado 1172, 5301-855 Bragança admciesa@ipb.pt +351 273 30 3313
Esta entrada foi publicada em Noticias com as tags , , , . ligação permanente.

23 Responses to A criação de gado pode ser alternativa ao desemprego

  1. Fernando Pirão diz:

    Boa tarde,
    Gostaria de saber se esta raça se pode criar noutros concelhos do país e se há incentivos para quem queira iniciar esta tarefa.
    Relativamente aos subsídios, como são atribuídos?
    E ainda, pode-se produzir queijo com o leite destas ovelhas de raça?
    Obrigado
    Fernando Pirão

  2. Manuel Alcino diz:

    Boa noite,
    Gostaria de saber se exitem apoios à instalação de jovens criadores de animais (bovinos, caprinos, suinos, aves capoeira, etc…)?
    Se alguém me souber responder desde já agradeço a amabilidade.

    Com os melhores cumprimentso,

    Manuel Alcino

  3. Hugo Lemos diz:

    Boa tarde,

    Venho por este meio solicitar mais informaçoes sobre o tipo de ajuda que se possa ter para criação bovinos ou suínos.

    Grato pela vossa atençao ao referido assunto.

    Cumprimentos,

    HL

  4. Manuel lopes diz:

    Manuel lopes

    06 de março de 2012

    Boa tarde,
    Gostaria de saber se esta raça se pode criar noutros concelhos do país e se há incentivos para quem queira iniciar esta tarefa.
    Relativamente aos subsídios, como são atribuídos?
    E ainda, pode-se produzir queijo com o leite destas ovelhas de raça?
    Obrigado

  5. Manuel lopes diz:

    Manuel lopes

    06 de março de 2012

    Boa tarde,
    Gostaria de saber se exitem apoios à instalação de jovens criadores de animais (bovinos, caprinos, suinos, aves capoeira, etc…)?
    Se alguém me souber responder desde já agradeço a amabilidade.

  6. Anibal Bessa diz:

    Bom dia, gostaria de saber se o jovem agricultor pode ser abrangido por incentivos á criação de gado ovino na região do Douro.

    Melhores cumprimentos

  7. Albertino Pinheiro diz:

    Bom dia
    Estando no Fundo de Desemprego,posso me candidatar a algum curso para criação de gado ovino e caprino

  8. miguel arcanjo dias diz:

    Saudaçoes para todos.
    Gostaria,a semelhança de outros pedidos ja feitos,que alguem entendido em materia de apoio a criaçao de gado me desse informaçoes.Estou desempregado de momento, dediquei-me a criar algum gado em terrenos proprios, mas careço de apoio informativo e financeiro. Obrigado

  9. pedro sousa diz:

    Boa noite. Extou interessado em comprar cabras. Como devo fazer para as registar ?

  10. Nelson Sousa diz:

    Bom dia Gostaria de saber onde e com que instituição poderia falar para obter informações sobre os subsididos para a criação animal? ex: coelho, galinhas, porcos e vacas.

  11. Bernardino Sousa diz:

    Boa tarde gostaria de saber se existem apoios ao jovem ovicultor uma vez que tenho 5 ovelhas e gostaria de comprar e criar mais algumas até mesmo da raça churra mirandesa .já agora como faço para as registar ? desde já agradeço uma resposta da vossa parte .

  12. vasco gastao costa diz:

    Não tenho nem comentário nem resposta. Tinha e tenho uma pergunta: Como e onde posso adquirir gado caprino para carne pois tenciono iniciar um apequeníssima exploração.

  13. maria fernandes diz:

    boa tarde
    o meu nome e maria fernandes gostaria saber honde procurar informacao sobre subsidios para plantacao de eucaliptos e castanheiros obrigada

  14. pedro guedes diz:

    Bom dia Gostaria de saber onde e com que instituição poderia falar para obter informações sobre os subsididos para a criação animal? ex: coelho, galinhas, porcos e vacas.

  15. marcos padrao diz:

    meu nome e fernando tenho cabras eovelhas 30hektares de boa terra tratores motocultivador gasolio lenha motosseras rachador charrua gadanheira emfardadeira gostaria de trabalharna aria da producao de produtos horticulas e criacao de animais e seus derivados procuro socio trabalhador para criacao de empremssa criacao e detribuicao dos mesmus produtos.sem mais com us meus comprimentos. tel 914348143 tel961362905 27 o6 2015

  16. Jose pinto diz:

    Boa tarde
    gostaria de saber se no marco de canaveses tenho direito a esse subsidio pois estou a pensar em criar ovelhas

  17. nelson fernando lopes fernandes diz:

    nelopes:
    boa tarde! se alguem pudesse responder relativamente a subsídios e criação ovina em geral agradecia

  18. nelson fernando lopes fernandes diz:

    Boa tarde,
    Gostaria de saber se esta raça se pode criar noutros concelhos do país e se há incentivos para quem queira iniciar esta tarefa.
    Relativamente aos subsídios, como são atribuídos?
    E ainda, pode-se produzir queijo com o leite destas ovelhas de raça?
    Obrigado

  19. Pedro diz:

    Boa noite
    Gostaria de saber se esta raça se pode criar noutros concelhos do país e se há incentivos para quem queira iniciar esta tarefa.
    Relativamente aos subsídios, como são atribuídos?
    E ainda, pode-se produzir queijo com o leite destas ovelhas de raça?
    Obrigado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.