073558
Today
Yesterday
This Week
This Month
All days
314
354
668
4749
73558

Your IP: 2a02:598:2::161
Server Time: 2017-10-23 22:07:26

Biochemcore in the news

2017 | 2016 |2015 | 2014 | 2013 | 2011 | 2007

 

 June 2017

Filhos da Nação - Episode 25 - RTP Play

 


 May 2017

Iberian Mountain Network has been created

logo j nordeste

Newspaper clipping

 

 

Isabel Ferreira interview to "Outra Presença".

 


March 2017

 

Wasted value: Tomato waste backed for development of ‘nutrient rich’ ingredients

 WastedValue

 

"It is necessary to know how to exploit and to value"

 


 

February 2017

 

Medals of Municipal Merit distinguish five city personalities

 

 

 Science appeal researchers to Bragança

 

 

For love to Science.

 


January 2017

 

Science in social networks.

A novel experience.

 

90 seconds of Science

 

 

 


October 2016

 

 

2016 Polytechnic Institute of Bragança Open Access Week

 

 

 

IPB has two researchers among the world's best researchers

 

isabel ferreira site 0

 

Video PortoCanal

 

 

  Alternative scientific praxis in Montesinho want to be an example for the country

 

RadioBrigantia1

 

 

 

Bragança presents the Natural Value project

food

 

 

 

European Researchers Night

 

RB logo

 

 


September 2016

 

U.S.A. Ambassador visits Bragança

 

 


 Highly Cited Researchers 2016 represents some of world’s most influential scientific minds. About three thousand researchers earned this distinction by writing the greatest number of reports officially designated by Essential Science Indicators as Highly Cited Papers — ranking among the top 1% most cited for their subject field and year of publication, earning them the mark of exceptional impact.

 

Six Portuguese researchers/institutions in different scientific areas merit this distinction, among them Prof. Isabel Ferreira from the School of Agriculture of the Polytechnic Institute of Bragança - Portugal and Researcher Lillian Barros from CIMO Portugal.

 

More information in http://highlycited.com/

 

Highly cited 2016

 

 


July 2016

 

Agrifood innovation

Volta1

Volta2

 

 

Visit of President Marcelo to the Polytechnic Institute of Bragança and the Mountain Research Centre (CIMO)

 

 

 

Science Meeting 2016 - Isabel Ferreira, Polytechnic Institute of Bragança

 

 

#newsletter

#newsletter

 

 Mountain Research Center in Marcelo's agenda

 

 

 


June 2016

 

Dried Fruits: Nutritional Value and Health

Agrociencia

 

Plants as ingredients and natural additives in Serra da Estrela Cheese

Agrociencia

 

 


 May 2016

 

30 year of Portugal in the European Union

 

 


April 2016

 

Knowledge Open Day

In the Science and Technology Park of Trás-os-Montes and Alto Douro took place the Knowledge Open Day.

 

 


March 2016

 

IPB researcher honored in the book "Women in Science"

radiobrig

 

Radio Brigantia

 


Women in Science in a homage to Portuguese women scientists

 IsabelCFRFerreira

Photo by José Carlos Nascimento

http://www.cienciaviva.pt/mulheresnaciencia/

 


January 2016

 

 

 

Jornal Nordeste

 

 


 Portuguese

 

English

 

 


"Portuguese researcher influences the world science"

 

Mulheres ciencia

 

 


"Researcher from Bragança in the list of the most influent scientists"

 

Radio Brigantia

 

 


"The six Portuguese researchers that mostly influence the world science "

DNjaneiro2016

 


"Highly Cited Researcher Isabel C.F.R. Ferreira in the spotlight"

CIMO

 


 

December 2015

 

"Mountain day"

 

 

No dia da Montanha fomos conhecer o único Centro de Investigação de Montanha existente em Portugal. Está localizado em Bragança

Publicado por SIC BRAGANÇA em Sexta-feira, 11 de Dezembro de 2015

 

 


 

"School of Agriculture of Bragança is developing coloring and preserving agents based on natural substances to replace synthetic additives in certain foods"

 

 

Escola Agrária de Bragança está a desenvolver corantes e conservantes à base de substancias naturais para substituir aditivos sintéticos em alguns alimentos

Publicado por SIC BRAGANÇA em Sexta-feira, 4 de Dezembro de 2015

 


 

"Featured innovation in the 1st National Congress of Agricultural Schools"

 

 20160107q6f9

Radio Brigantia

Jornal Nordeste

 


November 2015

 

Scientific research

"From Bragança to The world!"

Get to know alittle betterthePolytechnic InstituteBragança Agriculture School.

Inves cient

 


September 2015

 

Highly Cited Researchers 2015 represents some of world’s most influential scientific minds. About three thousand researchers earned this distinction by writing the greatest number of reports officially designated by Essential Science Indicators as Highly Cited Papers — ranking among the top 1% most cited for their subject field and year of publication, earning them the mark of exceptional impact.

Six Portuguese researchers/institutions in different scientific areas merit this distinction, among them Prof. Isabel Ferreira from the School of Agriculture of the Polytechnic Institute of Bragança Portugal.


More information in http://highlycited.com/

Highly Cited 2015

 

 


July 2015

 

"The stemsand rootsof wildstrawberries,a new source ofnutrients"

EfeSalut

EFE:SALUT

 


 

"Polytechnic of Bragança publishes study with theComplutenseof Madrid"

CienciaHoje

CiênciaHoje

 


 

June 2015

"Roots, stems and leaves of wild strawberries have nutritional properties"

strawberrie

File


Montevideo Portal

INFOSALUS

Telemadrid

Noticias de Navarra

Deia

Te Interesa

La Informacion

Ecoticias

Agencias inc

Noticias de la Ciencia

Diario Digital de Leon

Agro Digital

Madri+d

 


 

May 2015

"Research | Instituto Politécnico de Bragança"

 

 

 


 

 April 2015

"Being scientist for a day with BioChemCore"

CSCJ

Colégio do Sagrado Coração de Jesus

 


 

February 2015

"Prof. Isabel Ferreira speaks about Biochemcore's research in the national Portuguese radio station"

 

Queijo com flor de castanheiro - Programa de José Candeias - 19 Fev  

 

"Uma cortesia da Antena 1"

Logo Antena 1

Antena 1

 


 

January 2015

"Researcher from Superior Agricuture School gains worldwide notoriety"

if

Mensageiro de Bragança


 

  November 2014

 

"Mountain reseach centre awarded on international cooperation"

 

premio bcc

Ciência Hoje

 


 

 

"IPB's novel project in the field of aromatic plants was approved"

nordeste bcc2

Jornal Nordeste

Brigantia


 

October 2014

 

Serra da Estrela cheese incorporated with chestnut flower

florcast

 

Ciência Hoje

 


 

October 2014

 

Biochemcore research projects featured in EPAM

epam bcc

 

AromaP - Processing aromatic plants and spices LINK

Improving secondary metabolites production through in vtro culture technique: Chemical and genetic characterization of edible plants, bioactive properties and microencapsulation of phenolic fractions LINK

PlantLact: New functional lactic products without synthetic conservatives LINK

Providing scientific evidence for the use of dietary supplements: A case study in hepatoprotective plants LINK

Recovery of the sustainable use of traditional food through emerging preservation technologies LINK

 


 

October 2014

 

"Edible flowers: Multiple uses of the most beautiful of nature "

Flores com2

 Vida Rural

 


 

October 2014

 

"Decontamination and conservation of aromatic and medicinal plants through irradiation"

Aroma P2

 Vida Rural


 

 

July 2014

 

"Synthetic and natural food additives: Who is going to win the war?"

Aditivos

Ciência Hoje

 


 

July 2014

 

"Adding molecules to food, pros and cons"

 

additives bcc

CIMO

 


 

April 2014

 

"Incorporation of plant extracts in cheese and cottage cheese: Joining health to flavour"

 

 

 Vida Rural

 


 

March 2014

 

"Biochemcore leader, Isabel C.F.R. Ferreira in TOP100 ranking"

 

 Two CIMO researchers are placed in the TOP 100 Citation Ranking of the Essential Science Indicators (Thomson Reuters Web of Science) in the field of Agricultural Sciences. Isabel Cristina Ferreira is ranked number 87 and José Alberto Pereira is ranked number 96 among 4141 researchers worldwide. The Citation Ranking measures the impact of research within the scientific community based on the number of citations of scientific publications in the last 10 years. Isabel Ferreira and José Pereira are also the highest ranked Portuguese researchers in the field of Agricultural Sciences.

CIMO


 

March 2014

 

"Edible mushrooms: Much more than food"

vr2014

Vida Rural


 

November 2013

 

 "IPBresearcherstogetherin meeting"

ipb

Rádio Brigantia

 

 "Chestnut conservation"  

http://podcast.cdn.tsf.pt/mun_20131017.mp3

TSF

 


 

November 2013

"Alternative Treatment for Chestnut conservation"

Video

 


 

October 2013

 

"Decontamination of chestnuts through irradiation"

Picture1

Voz Do Campo 


  

 "Animal cell culture" 

Ciência@Bragança

 

 "Tea mates"

mel

"Unsweetened black tea sounds healthy—and it is. But adding a little honey and lemon may increase the drink's antioxidant power, according to researchers in Portugal. Tea and lemon are already high in such antioxidants as vitamin C and phenolic compounds, but their effects intensify when you add some honey to the mix. Works for iced tea too."

 Men's Health


 

July 2013

 

 "Characterization of mushrooms with nitritional and healthy properties" 

 

1

"La Universidad de Salamanca apoya al Instituto Politécnico de Braganza en la valorización de los recursos autóctonos del Noreste de Portugal, con interés para la industria alimentaria y farmacéutica
El Instituto Politécnico de Braganza trabaja en la caracterización de los recursos naturales del Noreste de Portugal. El objetivo es descubrir las propiedades de algunos productos tradicionales para darles un mayor valor del que tienen, de forma que puedan servir de impulso para la deprimida economía local. La gran variedad de setas que posee esta zona es uno de sus puntos fuertes y la Universidad de Salamanca apoya a los investigadores portugueses en su búsqueda de compuestos de los hongos que puedan tener utilidad.
En los últimos años, alrededor de 50 publicaciones científicas del Instituto Politécnico de Braganza avalan la extraordinaria riqueza de la zona de Braganza en el campo de los hongos, sobre todo en el Parque Natural de Montesinho. "Aquí en Salamanca caracterizan algunos componentes bioactivos que pueden ser importantes utilizando técnicas de cromatografía líquida de las que allí no disponen", explica a DiCYT Celestino Santos Buelga, investigador del Departamento de Química Analítica, Nutrición y Bromatología de la Universidad de Salamanca.
Los estudios son de caracterización nutricional, en busca de los compuestos interesantes para la alimentación, pero también de caracterización de actividades biológicas, como la actividad antioxidante o antiinflamatoria ya probadas de algunas de las sustancias de las setas. Además, en el laboratorio se prueban estos componentes con líneas celulares para ver, por ejemplo, su posible actividad antitumoral o su antimicrobiana, que les puede convertir en productos antibióticos. "Dentro de los productos que caracterizan, quieren ver cuáles podrían tener más interés para su comercialización, tanto en la industria alimentaria como farmacológica", señala el científico de la institución académica salmantina.
En la región de Trás-os-Montes e Alto Douro existe "una gran variedad de setas", confirma Lillian Barros, investigadora portuguesa que se desplaza habitualmente a Salamanca para realizar el trabajo de laboratorio. "A veces, las que dan mejor actividad biológica no son las comestibles, aunque tampoco sean tóxicas", comenta. Es decir, que en muchas ocasiones las setas más interesantes como posible fuente de compuestos farmacológicos "no son las más apreciadas porque no tienen las características organolépticas adecuadas".
Actividad antitumoral
De hecho, a partir del trabajo con una de las especies de hongos que tienen componentes antitumorales, este grupo de investigadores del Instituto Politécnico de Braganza, con Isabel Ferreira como investigadora principal, ya ha solicitado una patente.
Además, sus trabajos internacionales no se limitan a esta colaboración con Salamanca, sino que en la actualidad participan en proyectos de países tan distintos como Brasil y Serbia. El motivo es poder comparar. "Cuando una misma especie de seta aparece en dos lugares diferentes, su actividad biológica es muy distinta, así que también es importante distinguir cuáles son los componentes que presenta según el lugar del que proceda", comenta la investigadora.
Cultivos dirigidos
Este grupo de investigación no sólo está interesado en las setas, sino también en otros productos naturales importantes dentro de la economía local, como las plantas medicinales. Revisando sus usos tradicionales, comprueban si sus actividades biológicas son relevantes de cara a una posible explotación. "Aunque son productos silvestres, se podrían cultivar de una manera más dirigida", aporta Celestino Santos Buelga."

 Dicyt

 


 

June 2013

 

"Chestnuts that may healp treat cancer"

LocalvisãoTv

  

"Intensive program of the agriculture school internationaly featured"

 dsc 0317

 "O Intensive Program ERASMUS "ChemNat", da responsabilidade da professora Isabel Ferreira, da Escola Superior Agrária de Bragança (ESA) , que decorreu entre 2008 e 2010, em colaboração com a Universidade de Salamanca e a Universidade francesa Paul Verlaine-Metz,  foi agora distinguido pela Agência Nacional do Programa Aprendizagem ao Longo da Vida como um dos bons exemplos (best practices) a seguir, no âmbito da mobilidade, projetos e cooperação. Deste projeto acabou por resultar um mestrado, actualmente no segundo ano de funcionamento, conjunto entre a instituição brigantina e a Universidade de Salamanca. “O que contribuiu muito para que fosse atribuída esta distinção, uma vez que é um título conjunto entre duas universidades. Esta distinção está também relacionada com os frutos que deu após o PI. Também resultaram vários projetos de investigação e publicações científicas”, explicou Isabel Ferreira, docente  responsável pelo projeto."

 Mensageiro de Bragança

 

"Home production of edible mushrooms!"

 Ciência@Bragança

 


 

May 2013

 

"IPB research featured in international publications"

 

prof cogumelos

 

"Os resultados de ensaios de laboratório, realizados no âmbito da tese de doutoramento da professora do Instituto Politécnico de Bragança (IPB) Maria José Alves, foram destacados em publicações científicas internacionais, como o Journal of Applied Microbiology, por se ter conseguido, pela primeira vez, identificar compostos de cogumelos silvestres eficazes na neutralização de bactérias resistentes a antibióticos. 

Isabel Ferreira que, juntamente com Anabela Martins tem vindo a desenvolver diversos projetos de investigação na área dos cogumelos silvestres, no IPB, e orientadora principal da tese que Maria José Alves apresentou à Universidade Católica Portuguesa, explicou-nos que nesta fase os ensaios foram realizados in vitro. Para que os estudos possam despertar o interesse das farmacêuticas, serão necessários estudos in vivo, ou seja como animais infectados com estas bactérias resistentes a antibióticos, o que requer tempo e dinheiro. Também será necessário identificar a substância ativa que torna os compostos eficazes.
Este trabalho foi possível devido à colaboração da Unidade de Chaves do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro e teve a virtualidade de identificar bactérias em contexto real. Ao todo, as investigadoras identificaram 15 estirpes bacterianas e submeteram a prova 16 compostos de cogumelos silvestres. Destes, seis apresentaram resultados positivos, no que respeita à neutralização das bactérias. Isabel Ferreira explicou que os compostos podem também potenciar o efeito dos antibióticos que, até aí, em determinadas bactérias, não surtiam efeito. Perante a boa aceitação da comunidade científica internacional do estudo que realizou em colaboração com Isabel Ferreira e Anabela Martins, e, posteriormente, com Manuela Pintado, da Universidade Católica, Maria José Alves revela-se contente, não a título pessoal, mas acima de tudo por este trabalho resultar de uma colaboração entre a instituições de ensino e um hospital. “A ideia que tem que passar é que as instituições podem colaborar umas com as outras”, disse.
Anabela Martins sublinhou também o facto de este e outros estudos, publicados em revistas científicas internacionais, revelarem que não só no Porto, Lisboa e Coimbra se faz investigação científica de qualidade.
Maria José é analista clínica no Hospital de Chaves e simultaneamente professora na Escola Superior de Saúde do IPB.
Contou-nos que o seu estudo se desenvolveu ao longo de três anos, mas resultou de uma investigação de há longa data que vem sendo realizada no IPB, sobre os cogumelos e as suas propriedades terapêuticas e nutricionais, por docentes da Escola Superior Agrária como Anabela Martins e Isabel Ferreira.
Estes trabalhos de investigação têm conduzido a outros resultados. Por exemplo, Isabel Ferreira, apresenta hoje, na Semana de Tecnologia e Gestão, uma palestra sobre os resultados terapêuticos de estratos de cogumelos em células tumorosas. Os ensaios in vitroforam também realizados no âmbito de uma tese de doutoramento. Agora, numa segunda fase, decorrem já experiências em ratinhos, no Instituto de Patologia e Imunologia Molecular da Universidade do Porto, para verificar se o potencial anti-tumoral demonstrado pelos compostos in vitro se mantém. "

 Mensageiro de Bragança

 


 

April 2013

 

"FOOD I&DT: Chestnutsrad"

 

 Food I&DT


 

 

January 2013

 

"PAM Biotechnology"

   Ciência@Bragança

 


 

July 2011

 

"Chestnut conservation"

  Falar Global - SIC Notícias

 


 

December 2011

 

"The Portuguese research alternative treatment for chestnut conservation"

Investigadores portugueses estão a desenvolver um tratamento alternativo para a conservação da castanha. O processo decorre através de irradiação por feixes eletrões, para manter o produto com a qualidade necessária para exportação, avança a agência Lusa.

Vida Rural

 


 

June 2011

"IPB develops a novel system to decontaminate chestnuts"

 

"Ajudar a aumentar a exportação de castanha e com custos mais reduzidos. Esse é o objectivo de um projecto pioneiro em que participa o Instituto Politécnico de Bragança, a Universidade do Minho e o Instituto Tecnológico e Nuclear, de Lisboa.

Desde que a União Europeia proibiu a comercialização do químico usado para esterilizar a castanha que os produtores são obrigados a recorrer à água quente.O IPB propõe a utilização de raios Gama. Segundo Albino Bento, o presidente da Escola Superior Agrária, este sistema tem muitas vantagens.

"Não tenho dúvida que é muito mais económico. Além de a água quente ser um processo muito moroso, no final, demora entre 20 minutos a meia hora a 36º, 37º, e, no final do dia, não permite que se esterilize muita castanha.

E no final disso é preciso passar por outro equipamento para secar a castanha, o que torna os custos energéticos muito maiores. E este processo vai permitir esterilizar muito mais quantidades", explica. Este foi um dos projectos que ontem esteve em destaque, na abertura de um encontro europeu de produção de castanha.

Segundo este investigador do Centro de Montanha do IPB, o projecto já está avançado."Temos mais ou menos afinada a dose de esterilização que podemos utilizar. Sabemos que essa dose pode matar o bichado e o gorgulho.

Nos fungos ainda temos de encontrar uma dose que os mate mas que não destrua a castanha." No entanto, serão precisos mais um a dois anos de afinação do sistema até poder ser usado em segurança.Do lado dos produtores é que as vantagens são bastante apreciadas.

Sobretudo, numa altura em que se pedem mais exportações ao país.Mais barato e, sobretudo, a permitir esterilizar muito mais castanhas em muito menos tempo. Um processo que se torna apetecível para os empresários do sector."Pensamos que o método é eficiente, bastante eficiente até, o que teremos de conseguir é a redução de custos.

É um processo caro mas de massificação, o que é importante", sublinha Vasco Veiga, administrador da Sortegel, uma das maiores empresas de transformação e venda de castanha do Nordeste Transmontano.

Este ano comercializou oito mil toneladas de castanha mas apenas 30 por cento podem ser vendidas em fresco."Essa era outra vantagem da radiação, é que só esterilizamos a castanha que é para consumo em fresco (ao natural, que vendemos para a grande distribuição).

A que vai para a indústria, para ser transformada, não esterilizamos, porque se não, nunca mais lá chegávamos. Mas com este sistema penso que será possível fazê-lo", diz. Vasco Veiga confessa que sente muitas dificuldades com o actual sistema de esterilização. Utilizando a radiação, poderá duplicar a quantidade de castanha exportada."O processo com esterilização por água é muito reduzido.

É-me impossível aumentar as quantidades que estou a fazer hoje. E a redução de custos também será muito grande. Mas terá de haver conjugação de produtores e apoios do Estado. Mas dá perfeitamente para duplicar a castanha vendida", explica.

Actualmente, o IPB tem já uma parceria com uma empresa alemã, que utiliza um sistema de radiação portátil, montado numa carrinha, e com uma outra empresa turca, para testar diferentes níveis de radiação.

Para além deste projecto, no primeiro dia do encontro de produção de castanha assinou-se também um protocolo de criação da RefCast, a rede portuguesa da castanha. De acordo com Sobrinho Teixeira, presidente do IPB, vai permitir organizar a fileira e aumentar a área de produção."Portugal é um dos maiores produtores mundiais de castanha, a nossa região é uma das principais produtoras e fico contente que esta associação fique ligada a Bragança.

O que está perspectivado é, para além da investigação, haver uma ajuda financeira extracomunitária para a criação de uma área de plantação muito maior. Precisamos de mais área e de uma investigação associada, que ajuda a conter parte das pragas a que o castanheiro é sujeito."
Há já 80 milhões de euros disponíveis para este projecto."

 Diário de Trás-os-Montes


 

May/June 2011

 

"Chestnut irradiation as an alternative to fumigation"

 

2013ir

FLF - Frutas, Legumes e Flores


 

October 2007

 

"Wild edible mushrooms"

001

 

002

Voz do Nordeste